Com um acervo de quase de 4 mil peças, com preços a partir de R$ 5, o Cabine Brechó atrai de fashionistas a gente que gosta mesmo de economizar na hora de montar o guarda-roupa. Há 13 anos no mercado, o espaço é tocado por Beth Teixeira e Lara Vilarim, mãe e filha apaixonadas por moda reutilizada. 

Nas araras, há desde roupa vintage a modelitos atuais, a preços acessíveis. "Para comprar, a pessoa tem que estar disposta a garimpar e estar livre de preconceitos", aconselham.

Tudo começou quando Beth decidiu abrir uma empresa, sem precisar investir muito dinheiro. A venda de roupas reutilizadas surgiu como uma opção que unia empreendimento a um hobby. 

"Frequentava brechós e achava interessante. Quando viajava, pesquisava onde tinha. Trabalhava em comércio e, quando quis abrir meu próprio empreendimento, vi que o brechó era um negócio acessível, de baixo investimento".

Lucro – O brechó traz retorno financeiro para a dupla de empresárias e para quem quer se desfazer de roupas e acessórios sem ficar no prejuízo. A loja faz um cadastro de fornecedores e os produtos, depois de passam por uma criteriosa análise, são vendidos em consignação. Uma porcentagem fica para o Cabine e o restante do valor volta para a dona das roupas.

"As peças têm que estar em bom estado: lavadas, passadas, sem manchas, sem cheiro, sem furos e não podem estar descosturadas", enumera. Outro pré-requisito é que a loja só trabalha com lotes a partir de 50 peças. Além de roupas femininas, aceita sapatos, bolsas, cintos, roupas masculinas e infantis.

"A gente recebe todo tipo de peça. Então, tem para todos os gostos e bolsos", diz Beth. Para quem está pensando em aderir ao consumo sustentável de roupas, Beth dá algumas dicas: "A pessoa tem que ter tempo disponível, saber o que quer, não ser refém de modinha, ter estilo e, principalmente, frequentar um bom brechó".

Cabine Brechó
Rua Alberto Paiva, 248 – Graças | (81)3241-0248
De segunda a sexta, 9h às 18h
Sábado, 10h às 13h


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: gracas@poraqui.news