Vai uma coxinha, um calzone, uma lasanha, um x-egg – e mais 23 tipos de lanches, bebidas e sobremesas? Toda essa fartura é promovida na Praça do Derby por Gildo Lanches, que não tem mesa nem telha, mas que se garante no atendimento a mais de uma centena de pessoas diariamente.

O homem por trás do empreendimento tem entre 40 e 50 anos. É ele o responsável pela curadoria dos lanches, produzidos por 15 fornecedores diferentes. É ele quem coordena a rede de colaboradores, que buscam os lanches e que também os servem até altas horas da madrugada.

Comadre Coxinha chega às Graças com 26 tipos do salgado

Do caos ao lanche

Quem observa de fora o caos, não imagina como ele consegue comandar tudo e ainda manter uma elegante simpatia. Criou até um linguajar próprio. “Pegue seu lanche” virou “abertura de mão, estiramento de braço” e “Entendido!” é “QSL”.

A alegria é fundamental para manter a energia na longa noite do Derby, em que estudantes, trabalhadores, plantonistas, gente vindo e indo pra farra se encontram para matar a fome no precinho.

Os produtos são constantemente renovados por novas fornadas trazidas pelos fornecedores. Nada é cozido na praça. Não é permitido.

Empreendedor nato

Seus lemas de empreendedorismo incluem: sorriso no rosto (“aqui o lanche é vendido com alegria”), preocupação em servir bem (“qualidade, quando começa, não pode sair”) e trabalho duro (“minha vida é dormir e acordar lanche”).

Mas o principal segredo, parece, é o preço. Por R$ 10, você leva dois comidos, um bebido e um fecha, que é como sobremesa é chamada aqui. Um x-egg, com presunto, hambúrguer, queijo, salsicha, molho tártaro e ovo sai a R$ 3 e forma um “come”. QSL?

E você, já comeu em Gildo Lanches? Ele fica na altura da Rua Barão de Goiana, na Praça do Derby, e funciona, todos os dias, das  19h às 3h ou 4h da manhã, com “folgas surpresas”, como avisa a fanpage.