Uma rede de economia criativa, a Corta Jaca Mercado Criativo, funciona a pleno vapor na Rua das Creoulas, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife, desde abril deste ano. Sob o comando da relações públicas Nara Vila Nova, vários produtos, como bijuterias, peças em couro e bolsas, são divulgados nas redes sociais e vendidos por Nara, que recebe uma comissão por venda.

“Nós somos uma rede. Artesãos e artistas não curtem vender – querem criar, produzir. Por que não ajudá-los a vender?”, explica Nara. Em outras palavras, o papel de Nara é “intermediar a paquera” entre quem produz e quem quer comprar.

Nara conta ainda que não fez investimento nenhum no empreendimento: “É realmente uma parceria. Seguimos os seguintes princípios da economia solidária: autogestão, solidariedade, cooperação e ética nas relações de produção, comércio justo e consumo solidário. A relação justa e solidária estabelece o diferencial dos nossos produtos”, fala a empreendedora, que tem sempre a porta aberta para novas parcerias.

Do couro ao vidro: um guia do artesanato das Graças

“Atualmente, nossa rede é composta por dez artistas/artesãos, mais o grupo de marketing e comercialização, e está aberta para participação de mais produtores”, pontua.

Através das redes sociais, dá para comprar jardineiras de madeira (com preços que vão de R$ 40 a R$ 350), bolsas, carteiras e nécessaries da Magu Bordô (de R$ 15 a R$ 169), roupas pintadas à mão, com estampas exclusivas de Lucinha L’amour (a partir de R$ 84,90), produtos de couro vindos direto de Serrita, da marca Rebanho Cultural (a partir de R$ 60), bonecos de pano de Frida Kahlo, Amy Winehouse, Mafalda e São Francisco de Assis (entre R$ 30 e R$ 40) da artesã Lete Beleza, bijus de Paula Guerra (a partir de R$ 30) e da Adoro Bijus (a partir de R$ 20).

Também tem acessórios de Thaís Reis (de R$ 5 a 40) e caderninhos feitos a partir de material reciclado da Pulsar & Quasar Ateliê (a partir de R$ 20).

A Fazendinha: reduto gastronômico completa 22 anos nas Graças

Antiquário e brechó

Nara ainda assume a função de antiquarista e intermedeia a venda de móveis antigos e quadros, como o de Rinaldo (valor sob consulta). Até o brechó funciona no espaço da Corta Jaca, que fica em um dos quartos do apartamento onde mora com o marido e o filho. Para fechar com chave de ouro, ainda dá para comprar produtos de beleza das marcas Natura e Victoria’s Secret e pagar tudo com cartão de crédito.

Agenda

Na quinta (14), Nara participa com o Corta Jaca Mercado Criativo da minifeirinha que vai rolar durante a seresta, na Fazendinha, na Rua das Graças. Já no sábado (16), estará no Mercado da Encruzilhada, participando da Feira Livre do Poço.

Feira Livre do Poço passará a acontecer a cada 15 dias na Encruzilhada

Você conhece o manifesto Viva O Seu Bairro? Comprar perto de onde você mora é uma das dicas. ?

Corta Jaca Mercado Criativo
Telefone: (81) 99990-8065
Facebook: Corta Jaca Mercado Criativo
Instagram: @sigacortajaca