Um vídeo de autoria desconhecida que circula nas redes sociais está assustando moradores das Graças e da Torre. Trata-se do registro de um jacaré nadando livremente bem próximo à beira do Rio Capibaribe, na margem que fica no nosso bairro. 

Não se sabe a data em que as imagens foram gravadas. Mas o PorAqui conversou com um especialista para saber mais sobre o assunto, e a boa notícia é que não há motivo para pânico e, sim, para comemorações. É o que diz o presidente da Associação Águas do Nordeste (Ane), o biólogo e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Ricardo Braga.

"Não há motivo para medo. Em termos de risco, é quase nulo. O jacaré, em seu ambiente natural, não vai atacar o homem. Ele busca peixe, sapo, pássaros. Na margem do rio, nos mangues, tem que ter cuidado para não pisar na cauda do jacaré. Ele não ataca, mas se defende. Devemos ficar contentes que tem jacaré no rio. Significa que, no Capibaribe, tem comida para ele, que tem vida no rio", ensina Braga.

Segundo ele, é para maravilhar-se com a visão de um jacaré no ambiente natural, como fazemos na observação de aves. No entanto, ele alerta: nunca deve-se tentar pegar o animal por conta do risco de ataque.

VEJA TAMBÉM: Vídeo – capivaras encantam moradores das Graças


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: gracas@poraqui.news