O caminho da realização pessoal é muito similar a uma viagem de ônibus na Região Metropolitana do Recife.

É preciso acordar cedo para conseguir um bom lugar. Ainda assim, nada é garantido e você pode ter que ceder seu assento para alguém mais necessitado.

No trajeto, mil coisas que fogem ao nosso controle podem acontecer. Um assalto, um pneu furado, um engarrafamento. Incontáveis eventos que podem atrasar e prejudicar nossos planos. Mas, se há a certeza da chegada, a maneira como olhamos para esses fatos é que fará diferença no nosso dia.

Talvez, em alguns momentos, precisemos ser rudes, chamar a atenção de alguém, discutir com o motorista pela parada queimada. Em outras ocasiões, um apocalipse estará acontecendo no meio do caminho e, mesmo assim, você terá que focar sua energia no que é importante. Uma prova, uma pessoa, um problema, um dilema, uma decisão.

Com o tempo, alguns rostos vão se tornando familiares e você começa a perceber detalhes na paisagem que antes passavam despercebidos, pois sua atenção estava sempre voltada para o ponto de chega, nunca para o percurso.

Casos de riso e de choro farão parte da sua jornada. Você será testemunha de histórias das quais nunca saberá o desfecho. Vai se afligir e se compadecer por desconhecidos. Vai julgar, odiar e desgostar de gente apenas por um olhar, uma palavra, um fato isolado. E será submetido a esses mesmos cenários.

Tudo isso a um preço que, se não é injusto, absurdo e desproporcional, é completamente questionável.

Por fim: embora seja passageiro, você sempre poderá decidir onde e quando descer. Estará sempre em suas mãos a escolha de se submeter ou não àquela aventura.

 

Daniel Barros é recifense, formado em Letras pela UFPE. Atualmente mora no Derby, mas é cria da CDU. Come e bebe em demasia. Já tomou muita cerveja no Mercado da Encruzilhada.  Nos intervalos, anda de ônibus. Nesta vida, veio a passeio, mas ficou preso em Abreu e Lima. É conteudista colaborador do PorAqui para desperdiçar seu tempo.

 

Os conteúdos publicados no PorAqui são de autoria de colaboradores eventuais e fixos e não refletem as ideias ou opiniões do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.