O percussionista Naná Vasconcelos (in memorian) costumava dizer que “o primeiro instrumento é a voz, e o melhor é o corpo”. Do corpo, pode se fazer um batuque bonito, mas tem que ter jeito.

Por isso, o Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, promove, neste sábado (28), das 9h30 às 12h, uma oficina gratuita de música corporal, com o instrumentista Thiago Riedel.

Tá interessado em participar? As inscrições podem ser feitas na biblioetca do Compaz ou na hora da oficina. Corre, que ainda há vagas.

A oficina

Em meio a dinâmicas e jogos musicais, Riedel irá trabalhar com os alunos as diversas possibilidades de sons com o corpo e a voz. “Vamos explorar o máximo de timbres, com palmas, voz, sons vocais, de boca, de peito, estalo e batidas de pé”, conta Riedel.

Maestro Lima Neto, professor de música e mestre de cidadania

O músico Thiago Riedel (camisa branca) é quem irá ministrar a oficina (Foto: Arquivo pessoal)

Antes de mais nada, ouvir-se internamente é um primeiro exercício para materializar os sons. Entre algumas noções básicas – como pulso e divisão rítmica – Riedel irá promover, também, uma integração dos alunos para criarem música juntos, numa espécie de orquestração.

“As dinâmicas se pautam muito na oralidade e na empatia, em como o grupo pode trabalhar para realizar a música em conjunto”, explica Riedel. “Faremos também dinâmicas de eco e repetição, até refrão e improviso”, conta.

(Foto: arquivo pessoal)

THIAGO RIEDEL – O músico participou de oficinas de percussão corporal com o grupo Barbatuques, principal referência no Brasil de música feita com o corpo, além do grupo O Passo e, também, com Keith Terry (produtor do Internacional Body Music Festival). Também foi monitor, em 2017 e 2018, das oficinas de Helena Gomes, integrante da Orquestra do Corpo.

Outras influências fundamentais de Thiago Riedel no que diz respeito à música feita com o corpo são Naná Vasconcelos e Bob Mc Ferrin.

Oficina de música corporal com Thiago Riedel
Sábado (28), das 9h30 às 12h
Compaz Ariano Suassuna | Av Eng Abdias de Carvalho, s/n, Cordeiro
Gratuito (inscrições na biblioteca do Compaz ou na hora)