Uma brincadeira tem reunido várias pessoas em pontos da cidade para, além de brincar (claro), trocar informações e até os brinquedos. Mas eu não estou falando de crianças. São adultos pilotando drones. Eles reúnem sempre às quintas-feiras e em um fim de semana por mês para voar, trocar experiências e fazer boas imagens.

“Nossos encontros são voltados para o relacionamento. Aqui conversamos sobre o voo consciente, alertando para os riscos que a brincadeira tem, e cobramos também que os participantes tirem a licença da Anac”, explica Ambrósio Filho, coordenador do Fly Master.

Velha infância: quando pipa era brinquedo e criança era criança

Foto: Geraldo Lélis/PorAqui

“Como eu comecei sozinho, eu senti a necessidade de juntar pessoas com quem eu pudesse trocar informações, aprender sempre um pouco mais. Esse grupo é para ensinar a quem está começando, a gente ensina a voar a calibrar o drone, os controles, etc.”, acrescenta.

“O drone não pode estar na mão de todo mundo, porque é um hobby perigoso. Por isso, a gente tem que estar sempre conversando e escolhendo bem os locais onde vamos voar”, completa.

Os encontros são marcados pelo WhatsApp. Os participantes votam para onde querem ir. Os locais mais recorrentes são a Orla de Boa Viagem, em frente ao Segundo Jardim; o Catamaran Tours, no Bairro de São José; e a praia de Candeias, em Jaboatão. O último encontro do fim de semana ocorreu na área externa da Arena de Pernambuco.

“Para participar, os únicos requisitos são ter um drone e querer voar. Não cobramos nenhuma taxa. Basta nos procurar nas redes sociais”, afirma Ambrósio.

As redes sociais em que o grupo pode ser encontrado sao Facebook e Instagram.