A ONG Auçuba e o Afoxé Omo Nilê Ogunjá convidam o público para participar, interagir, dançar e cantar na gravação de uma das cenas do videoclipe da música “Omô Nilê na Avenida”, neste domingo, 25 de fevereiro, a partir das 11h30, no Ibura. Quem estará lá é o principal cantor do grupo baiano Filhos de Gandhy, Pedro Kóya Kóya.

Presidente do afoxé Omô Nilê Ogunjá, Dário Júnior, explica que o Filhos de Gandhy foi responsável pelo batismo do grupo pernambucano, que também faz parte da Nação Ketu. Tradicionalmente, um afoxé deve ser apresentado por outro mais antigo.

Encontro de Músicos reúne 80 artistas no domingo (25) no Alto do Mandu

Para quem não sabe, o afoxé é um braço do candomblé na rua e tem como função: “desmistificar. A história dessa vez é contada por nós ao invés de ser o registro de uma classe dominante. É o nosso instrumento de mostrar algumas coisas que foram demonizadas”, explica Dário.

Após quatro dias gravando cenas inspiradas no cotidiano e dia a dia de alguns integrantes, o próximo domingo será o dia de o afoxé ocupar as ruas. O convite ao público para ir ao Ibura faz parte do desejo de ocupar espaços e de propor deslocamentos – ao convidar todos a ir para a periferia – estabelecer diálogos, bem como de traduzir-se plástica, artística e politicamente.

A composição “Omô Nilê na Avenida” integra o disco Odara, o segundo da trajetória do coletivo que se define como grupo cultural, artístico e religioso. A música é de André Alves, responsável pelas letras do Afoxé desde sua fundação. As gravações do videoclipe iniciaram no último dia 17. Tocando o trabalho uma equipe de profissionais que tem a Ong Auçuba Comunicação e Educação, através da sua produtora audiovisual, à frente da produção executiva e coordenação de produção.

Documentário mostrará rotina de integrantes do afoxé (Foto: João Lin/Auçuba)

O Afoxé Omô Nilê Ogunjá é um grupo cultural, artístico e religioso, fundado em 4 de outubro de 2004, na UR 1-Ibura. Traz entre os princípios o entendimento de que a luta se realiza através da prática do afoxé como expressão artística (pela dança, música, canto, toque, indumentária) e como ação política.

O Omô Nilê Ogunjá, que significa Filhos da Casa de Ogunjá, hoje está aos cuidados do Babalorixá Adilson de Oxaguian. Entre as atividades estão a realização de shows, formações em espaços comunitários e escolares. Também participa de espaços de proposição de políticas públicas, levando para todos esses lugares a força da cultura de Matriz Africana.

Gravação do videoclipe do  Afoxé Omo Nilê Ongujá
Domingo (25), a partir das 11h30
Rua Engenho Bondade, 79, COHAB, UR3 – IBURA, RECIFE-PE.
Aberto ao Público

Como chegar no transporte público ? Pegar o ônibus UR-05 – Barro, na Integração do Barro, pedir parada na segunda após subir a ladeira da UR-01. Continua no mesmo sentido que o ônibus. Em seguida dobre a primeira à direita, segunda à esquerda e depois segunda à esquerda de novo. E para quem vai pela integração Tancredo Neves: pegar o ônibus Três Carneiros – Tancredo, UR-02 – Tancredo ou Monte Verde – Tancredo. Neste percurso também pede parada na segunda após subir a ladeira da UR-01. Continua no mesmo sentido que o ônibus. Em seguida dobrar a primeira à direita, segunda à esquerda e depois segunda à esquerda de novo.