Há praias em que a maré baixa permite longas caminhadas mar adentro. É possível andar quilômetros sobre bancos de areia, onde a água não passa do tornozelo, e observar as pessoas como se fossem miniaturas. Tão extensa e tão rasa. É assim que pode ser resumida a minha escrita. Perde-se de vista a variedade de assuntos sobre os quais eu divago, mas, em nenhum deles, você encontrará profundidade.

Talvez isso seja fruto da minha dificuldade de concentração. Porém, é mais provável que seja resultado das minhas leituras. Para se tornar um escritor com densidade, é preciso mergulhar fundo (com clichê e tudo) nas águas da humanidade. Na superfície, tudo é turvo.

Você sofre de ‘escolhiose’?

Em termos de experiência de vida, se houvesse um copo medidor para a minha, ele estaria com dois dedos de conteúdo. O que é muito, vu? Com dois dedos de Pitú já dá para colocar um pouco de maldade no coração.

As histórias que vão atrair ou repelir a atenção das pessoas ao nosso redor serão tão variadas e interessantes quanto as coisas pelas quais passamos durante nossa existência. Se você já passou pelo Galo da Madrugada ou pelo Homem da Meia Noite, deve ter algo para acrescentar à humanidade. Nem que seja para acrescentar às estatísticas de furto ou roubo da SDS.

Com certa melancolia, constato que meus textos são um tipo de fantasia carnavalesca. Causam risos e certo constrangimento, além de, muitas vezes, não fazerem sentido algum. Também revelam, mais do que escondem, minha verdadeira identidade para o mundo: o palhaço.

Um cheiro e “feliz ano novo”!

 

Daniel Barros é recifense, formado em Letras pela UFPE. Atualmente mora no Derby, mas é cria da CDU. Come e bebe em demasia. Já tomou muita cerveja no Mercado da Encruzilhada.  Nos intervalos, anda de ônibus. Nesta vida, veio a passeio, mas ficou preso em Abreu e Lima. É conteudista colaborador do PorAqui para desperdiçar seu tempo.

 

Os conteúdos publicados no PorAqui são de autoria de colaboradores eventuais e fixos e não refletem as ideias ou opiniões do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.