Criada em 1998, no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife, a Quadrilha Junina Mirim Menezes na Roça surgiu como uma brincadeira que envolvia apenas os alunos do Colégio Menezes, escola particular da região. Com o tempo, abriu suas portas para acolher mais jovens da comunidade e, com o trabalho de envolvimento deles em todo o processo de criação, vem oportunizando outros caminhos de aprendizado e vida.

Completando 20 anos de existência, a Menezes na Roça começou dançando no arraial de um morador da região. A partir do ano seguinte, começou a participar dos concursos de quadrilha mirim. Em duas décadas, já coleciona diversos títulos. É bicampeã do concurso da Rede Globo (2012 e 2014) e tricampeã estadual (2010, 2012, 2013).

O guia das festas de São João no Recife e Região Metropolitana

(Foto: Reprodução/Facebook)

Foi em 2000 que a quadrilha ampliou sua atuação para além das paredes da escola e do período junino. “A gente começou a envolver não só os alunos, mas também crianças e adolescentes de toda a comunidade”, diz Danilo Menezes, há 6 anos marcador da Menezes na Roça.

“Então, eles passaram a participar da quadrilha também. Muitos não têm condições de pagar pelo figurino, então a gente faz com eles um trabalho pra que eles mesmos desenvolvam as roupas e adereços, além do envolvimento nos ensaios”, explica Danilo.

“Muitos deles não têm uma base educacional e, na comunidade, acaba se propiciando muita coisa errada no caminho deles. Então, quando a gente está com eles, todas as noites, ensaiando, produzindo, criando junto, preenchendo o tempo deles, eles se apaixonam por isso e não conseguem largar mais”, conta Danilo.

Marcatriz Drika Alves é a única voz feminina nas quadrilhas do Recife

(Foto: Reprodução/Facebook)

Além dos seis meses de ensaio e período junino, no restante do ano, a Menezes na Roça continua com as crianças e jovens, preparando-os para o Carnaval, ensaiando frevo. Ou seja: é trabalho o ano inteiro.

No São João deste ano, a Menezes na Roça desfila com 75 componentes. As idades vão dos seis aos 16 anos. Neste São João eles apresentam o tema “Acredite: Tudo Tem Seu Tempo”.

É o pipoco! Encontre roupas juninas e fogos no Recife e no Jaboatão

(Foto: Reprodução/Facebook)

Tema

O tema da Menezes da Roça deste ano adapta a história da Cinderela para o universo do imaginário nordestino. Na história junina, a menina pobre que trabalha num canavial e, escondida da madrasta malvada, vai para o arraial onde conhece o filho do prefeito da cidade, por quem se apaixona

Ela conta com a ajuda de Santo Antônio, São Pedro e São João para ganhar vestido, sapato e a carroça que usa para chegar ao arraial. Dá meia noite, prazo para o sonho da princesa voltar a ser a realidade da menina cortadora de cana-de-açúcar. Ela vai embora, deixando pra trás o sapato. O resto, vocês já sabem.

“No final, a gente mostra a importância do ato do perdão. Cinderela perdoa a madrasta por suas maldades e a convida para o seu arraial, onde ela será a noiva… do filho do prefeito”, conta Danilo.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Emilly Gabrielly, 11 anos, é a Cinderela este ano. “Gostei desse papel porque Cinderela é a princesa que eu mais gosto”, diz a pequena. “Eu gosto da quadrilha porque eu expresso o que tem de melhor em mim”, diz.

Já Ellen Menezes, de 15 anos, desfila na Menezes na Roça desde os dois. Mesmo com 13 anos de experiência, ela ainda fica nervosa. “O coração acelera, dá um frio na barriga e uma vontade faxer xixi”, ri.

Sobre a participação das crianças e jovens, ela considera que “é importante porque a gente fica mais unido, faz tudo junto e é legal ver a quadrilha toda pronta. É muito emocionante quando a gente se apresenta, as pessoas aplaudem de pé”.

Agenda Quadrilha Menezes na Roça

21/6 (quinta) – 15h | Alto José do Pinho (Escola Coronel Othon)

22/6 (sexta) – 19h30 | Flor do Arruda.
22/6 (sexta) – 20h30 | Arraial 16 de julho.
22/6 (sexta) – a partir das 19h30 | Arraial Bom Jesus

23/6 (sábado) – 18h | Arraial do Mussum
23/6 (sábado) – 21h | Arraial de Moura

24/6 (domingo) – 16h | Surubim
24/6 (domingo) – 20h | Alto José do Pinho
24/6 (domingo) – 22h | Arraial em Santo Amaro

27/6 (quarta) – 20h30 | Compaz do Alto Santa Terezinha

28/06 (quinta) – a partir das 18h (horário por sorteio) | Sítio da Trindade

29/06 (sexta) – 20h | Anarriê (Paulista)