O bairro de Candeias, desde a década de 60, é utilizado como inspiração por artistas. No imaginário popular, na poesia do agreste, no glam rock hiperlocalizado e no baião praieiro. Edu Lobo, Arnaud Rodrigues, Johnny Hooker e Allen Jerônimo declararam seu amor pelo bairro através da música, seja pelas lembranças do veraneio na infância, durante uma tarde de pesca, numa Candeias de festa ou num movimento de resistência musical.

Confira quatro músicas que falam de Candeias:

Candeias | Edu Lobo

“Ainda hoje vou-me embora pra Candeias. Ainda hoje, meu amor, eu vou voltar”. O verso da música “Candeias”, do cantor e compositor carioca Edu Lobo, mesmo com uma cidade baiana homônima e a citação “procissão de velas brancas no sentido da Bahia”, ter sido durante muito tempo atribuída convencionalmente ao estado brasileiro, segundo familiares do músico, a letra da bossa nova faz alusão a denominação “baía” como acidente geográfico, e consequentemente ao bairro jaboatonense, dos tempos em que Edu veraneava em Pernambuco.

Em 1967, mesmo ano em que o artista a lançou no álbum “Edu”, a canção também foi gravada no disco de estreia de Caetano Veloso e Gal Costa, o “Domingo”.

Negro Pescador | Arnaud Rodrigues

“Negro Pescador” foi gravada no álbum “Som de Paulinho” (1976), do cantor e compositor Arnaud Rodrigues. Natural de Serra Talhada, agreste de Pernambuco, Arnaud alcançou notoriedade nacional pela parceria na década de 1970 com o humorista Chico Anysio. No início da letra o bairro já é anunciado: “Na estrada pra Candeias mora um negro pescador, pão e peixe é sua ceia, semelhante à do senhor”.

Candeias Rock City | Johnny Hooker

“Para descobrir como aconteceu, é preciso voltar para o lugar onde tudo começou. Vamos voltar para Candeias Rock City!” eram as palavras clamadas pelo cantor e compositor pernambucano Johnny Hooker. A música, inicialmente cantada em inglês, foi gravada pelo artista em português e lançada também no formato de videoclipe, em 2011. A captação de imagens do registro audiovisual foi toda realizada em Candeias. A praia, as ruas, o Casona Estúdio, o diretor Rafael Noto, a produtora Ariana Gondim e o diretor de fotografia Cristiano Bivar, se dividem entre Candeias (a maioria) e Piedade.

Allen Jerônimo | Candeias muitas Candeias 

Radicado no Rio de Janeiro, o cantor e compositor pernambucano Allen Jerônimo, levanta a bandeira de Candeias por onde passa. “Menina, quanta bandeira. Candeias são muitas Candeias. Olinda, quanta ladeira, e a festa da lavadeira”, inicia o baião com toque de cúmbia do músico. Em quase todas suas músicas é possível ouvir o nome do bairro.