No final de uma rua sem asfalto, nas imediações do Walmart do bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, um casarão de muros brancos, com ambiente arborizado, ostenta um dos mais bem equipados e conceituados estúdios de gravação de música e audiovisual de Pernambuco, o Casona Estúdio.

Afastado dos ruídos das avenidas e aglomerado de edifícios da beira-mar, a casa abriu as portas há quase dez anos. “Inicialmente, era um espaço onde a AMP, minha banda, vinha ensaiar. Tivemos a ideia de gravar nosso primeiro álbum, o Pharmako Dinâmica aqui”, lembra Crika, proprietário do estabelecimento.

Sala de gravação do Casona | Foto: Reprodução Instagram

O produtor Iuri Freiberger, responsável por assinar a produção de álbuns de destaque da música independente brasileira da década de 2000, como Walverdes, Violins e MQN, e professor do curso de produção fonográfica de uma faculdade pernambucana, foi um dos responsáveis pela concepção do estúdio. “Iuri trouxe o PC, alguns equipamentos e fizemos umas gambiarras para funcionar”, explica.

Acústica

Com o álbum encaminhado, a ideia foi sendo desenvolvida e a direção do Casona convidou a arquiteta especializada em acústica Berenice Lins, para pensar no projeto e realizar um tratamento que oferecesse as possibilidades sonoras imaginadas. Cálculos, frequências, ondas sonoras, lã de rocha e gesso. O estúdio começava a tomar forma e chegou Luizinho Referência, que entrou para pensar a construção da sala técnica. Para os cabeamentos e fiações, a dupla Neílton Carvalho e Adriano Leão, fundadores dos amplificadores Altovolts, foram os convocados.

Mundo Livre no Casona Estúdio | Foto: Crika

Do primeiro álbum solo de Lira, videoclipe de Johnny Hoker, discos da Ex-Exus, Mundo Livre, jorge Cabeleira, Diablo Motor, Combo-X, Tagore e Cascabulho, ao último da Academia da Berlinda. Todos passaram pelo Casona, que inclusive, já recebeu grandes nomes da música internacional, como a Dinosaur Jr., banda norte-americana.

Candeias como inspiração em quatro canções

Audiovisual

Programas televisivos e para a internet, como o Estereoclipe, apresentado por Canibal, vocalista da banda Devotos, e o Observa e Toca, também foram produzidos no estúdio. A estrutura oferece gravação audiovisual em alta qualidade. No local foi gravado o último registro do músico Lula Côrtes, antes do seu falecimento, em março de 2011.

Nas paredes externas, artistas visuais como Manoel Quitério, Galo de Souza e o coletivo Vacilante deixaram suas marcas em obras pintadas.

Área comum do estúdio com intervenção visual do coletivo Vacilante | Foto: Guga Paes

Estúdio Casona
Contato: (81)  98830-7111 |99813-4685
estudiocasona@gmail.com