Em março de 1944, nascia o Clube Atlântico de Olinda, clube que antigamente funcionou como cinema, cassino e já foi palco de muitas festas e shows. Nesta sexta-feira (5), após um ano interditado pelo Corpo de Bombeiros, o espaço cultural finalmente será reaberto ao público com a prévia Hoje a Mangueira Entra. No sábado (6), é a vez do Baile da Macuca.

A interdição do clube há um ano dividiu opiniões entre os moradores do Sítio Histórico de Olinda, já que se configurava em mais um equipamento cultural da cidade desativado, assim como o lendário Cine Olinda, o Mercado Eufrásio Barbosa, o Teatro do Bonsucesso, o Cine Duarte Coelho, o Museu do Mamulengo e tantos outros.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Segundo a comunicação da Prefeitura de Olinda, o clube permaneceu fechado por um ano por apresentar problemas na estrutura e com a reforma passa a atender as recomendações do Corpo de Bombeiros de Pernambuco. O prédio recebeu novas instalações elétricas, hidráulicas e ganhou nova pintura. Um novo muro foi erguido, oferecendo segurança aos frequentadores.

Boi da Macuca em Olinda: onde o forró encontra o frevo

Todo o espaço foi readequado para atender as normas de acessibilidade, incluindo rampas e melhorias nas estruturas de piso, salões, palco e sanitários. “O Clube Atlântico passou por um amplo trabalho de requalificação, preservando a sua estrutura histórica, patrimônio da cidade”, explica assessoria.

Foto: Anderson Olinda/ Prefeitura de Olinda

Pautas

A promessa da Prefeitura de Olinda é de que o Clube Atlântico de Olinda seja reintegrado à cena cultural da cidade, voltando a ser palco das tradicionais festas olindenses, o que já começa a acontecer com as prévias carnavalescas de janeiro.

Sobre o agendamento de pautas, os interessados e as interessadas devem se dirigir à Diretoria de Cultura de Olinda, localizada na própria Secretaria de Patrimônio e Cultura (Sepac), e realizar a solicitação. O prazo mínimo recomendado é de 30 dias de antecedência.