Você sabia que foi da cidade de Olinda que o primeiro cometa foi visto na América Latina e, consequentemente, no território brasileiro? Parece papo de bairrista, mas é real e não é mais um caso da incurável megalomania pernambucana.

Uma semana após o domingo de carnaval, no dia 26 de fevereiro de 1860, o astrônomo francês Emmanuel Liais estava à serviço do Observatório Imperial de Paris e descobriu o cometa ao realizar investigações nas proximidades do que hoje é o Observatório Astronômico do Alto da Sé.

Como não poderia deixar de ser, aí sim dá para botar na conta do bairrismo, o danado do cometa foi batizado criativamente de Cometa Olinda

Fragmento do artigo sobre o Cometa Olinda. Fonte: Oxford Academic

O francês Liais publicou um artigo relatando o feito no décimo volume da Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Só um pouco mais de curiosidade internética e você pode ter acesso a nada mais nada menos que o artigo original.

O Cometa Olinda é também conhecido como Cometa de Liais e tem inclinação de 79º35’54’’5, declinação de -61 47, alongamento de 86E e magnitude de 6.5. Por ter órbita parabólica, impede de ser avistado mais de uma vez no mesmo local.

O observatório hoje

Foto: Wikipedia

Localizado no Alto da Sé, o atual observatório foi construído próximo ao local da descoberta do Cometa Olinda. Abandonado por muito tempo, o espaço foi reaberto pelo Espaço Ciência no ano de 2004 e hoje recebe exposições didáticas, oficinas e visitas guiadas.

? Observatório Astronômico do Alto da Sé
?Rua Bispo Coutinho | Carmo, Olinda/PE
? Agendamento de visitas (escolas e grupos maiores de 10 pessoas)
☎ (81) 3183-5531