Quem mora ou frequenta à beira-mar olindense talvez tenha se deparado com uma escavadeira se bronzeando nas areias de ‘Copabosta’ (bullying com nossa orla), que tem no famoso hino os extraordinários versos: “A Praia do Carmo é a maior atração/ Para o turista inocente/ Dá um mergulho e sai sorridente/ com um tolete no dente”.

Escavadeira abandonada incomoda vizinhança na Praia do Carmo em Olinda

A geringonça tem serventia de motel a boca de fumo, local de gatunos e gabirus, playground para crianças e mesa para boêmio e apostadores.

Com tanta qualidade para um maquinário só, o prefeito Lupércio teve iniciativa genial em propor ao Iphan que tombe a famosa escavadeira e que ela, junto ao Farol e à vista do Alto da Sé, torne-se um dos cartões-postais da cidade: plantada nas escaldantes areias da praia, injuriada por ser confundida com um trator pelos transeuntes, vivendo ali até que um dia o mar a engula, deixando-a submersa e servindo de expedição para escafandristas.

Frequentador assíduo do Bar Marola, restaurante de onde contempla-se melhor o veículo, o poeta Rubem Brega dedicou um poema ao ilustre prefeito:

Ai de ti, Escavadeira

Oh! Lupércio! Grande Capoeira!
Prefeito bedel, deste uma rasteira
Nos olhares para a Lua no céu
O que resta a esse pobre menestrel

Sem luar, sem brisa e em brasa?
Ser um ébrio que vomita no papel
Esses versos que fiz em tua causa:

– Por quê, Lulu do céu,
Não pegas esse carai-de-asa
E põe essa m. – ai de ti, escavadeira –
No quintal de tua casa? 

Todas as notícias do 4 Cantos News são fruto da imaginação. Qualquer semelhança com a vida particular ou acontecimentos expostos à sociedade, dos que moram ou dos que frequentam este ambiente são meras coincidências. O conteúdo não reflete, necessariamente, a opinião do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.