O espaço cultural Solar da Marquesa, localizado no bairro olindense do Varadouro, dá continuidade à programação especial em homenagem ao mês das mulheres com exibição de filmes que trazem em si a temática feminina. A ocasião faz parte do projeto Cine Solar, atividade nascida em julho de 2017 e que foi responsável pela reativação do espaço cultural.

Sou mulher trans, e o 8 de Março é meu dia

O Cine Solar acontece todas as terças-feiras e para marcar a estreia da temporada feminina, no dia 06 de março, aconteceu a exibição de Frida (2002), filme dirigido por Julie Taymor que conta a história da artista plástica mexicana e ícone feminista Frida Khalo. Na próxima terça-feira (13) será a vez do filme brasileiro Olga (2004), inspirado na biografia da comunista Olga Benário.

A vida da militante Olga Benário também estará em pauta no Cine Solar.

No dia 20 de março é a vez de Comer, rezar, amar, filme inspirado em livro homônimo da escritora Elizabeth Gilbert que narra as buscas de vida de uma personagem mulher. Por fim, em 27 de março, será a oportunidade de assistir Nina (2016), filme biográfico da lenda do jazz e ativista política Nina Simone.

Segundo Junior Do Jarro, um dos gestores do Solar da Marquesa, a ideia genuína é fomentar a arte do cinema, “Não cobramos nada, os cineclubes são gratuitos e só pedimos uma contribuição espontânea para a manutenção do espaço”, conta.

Hoje gerido também por Schelly Santiago e pela proprietária do espaço Daniella Miranda, que  participam da curadoria dos filmes, o Solar da Marquesa vem se fortalecendo como uma centro cultural e holístico importante no cotidiano da cidade, com atividades de autoconhecimento, artes plásticas, teatro, apresentações musicais e formação.

Cine Solar
Av. Joaquim Nabuco, 5 , Varadouro, Olinda
Todas as terças-feiras
⏰19h
Acesso gratuito (contribuição espontânea)