Escândalos de corrupção na CBF, 7×1, impeachment. Vamos combinar que, de 2014 pra cá, a camisa do Seleção acabou associada a momentos difíceis do Brasil e já não é vista com bons olhos por muita gente.

Se você é desses que pegou ranço da canarinho e agora está sem saber o que vestir para torcer na Copa (porque disso a gente não consegue se livrar, né?), não precisa se desesperar. A Pajú está aí para lhe mostrar que existem instituições que ainda funcionam. Quais? Divas pop, por exemplo.

A Pajú é para quem, no lugar de vestir a camisa de Neymar e “parças”, prefere torcer na companhia de Beyoncé, Rihanna, Madonna, Lady Gaga ou qualquer outra diva de sua preferência. ??

Lady Gaga, Rihanna e Beyoncé: clássicos da Pajú (Foto: Pajú/Divulgação)

A grife de camisas foi criada pela pernambucana Suilane Oliveira, em 2014, e com a ajudinha de alguns famosos, que ficaram enlouquecidos com as peças dela, logo virou uma febre.

“A Pajú começou, em 2014, como uma brincadeira. Meus amigos não queriam ou não tinham dinheiro pra ter uma camisa da Seleção, aí, como um deles tinha uma tábua de serigrafia, começamos a fazer colocando nomes de cantoras”, relembra Suilane.

Rapidinho, outros amigos de Suilane começaram a pedir as camisas também. Vendo o potencial, ela resolveu produzir para vender. O negócio era complicado, porque todas as camisas eram feitas à mão. “Na época, foi uma loucura, porque eu estava trabalhando na Arena como tradutora bilíngue e passava o dia inteiro lá. Chegava em casa e ia fazer as camisas de madrugada”, conta.

As Pajús foram uma febre em 2014 (Foto: Pajú/Divulgação)

As redes sociais foram fundamentais pra ajudar a marca a bombar. Superconhecida no meio LGBT do Recife (ela é DJ, hostess e musa de várias de baladas no Recife), Suilane, que coleciona mais de dez mil seguidores no Twitter, fez do seu carisma e de uma boa rede de contatos online um importante capital para a Pajú.

A marca explodiu depois que o blogueiro Hugo Gloss divulgou as camisas nas redes dele. Uma aparição de Astrid Fontenelle no Saia Justa seguida de uma série de postagens no Insta da apresentadora impulsionou ainda mais o hype.

Aí vieram as blogueiras, socialites, digital influencers, celebridades… Todos loucos por uma Pajú exclusive. “Muita gente começou a pedir camisas exclusivas, aí eu fazia e vendia a tela de serigrafia junto”, conta. Entre os clientes da Pajú, nomes como Micah Rocha, Dani Calabresa, Mel (Banda Uó)…

Em 2014, além de vender para o Brasil inteiro, as Pajús voaram para a Alemanha, Estados Unidos, Inglaterra e China. O bom das camisas é que elas são atemporais, dá pra usar o ano inteiro, não só na Copa. Além disso, o cliente pode escolher entre os padrões que já existem ou criar seu próprio modelo, com cor, tamanho e cantora de sua preferência.

Suilane Oliveira é a criadora da Pajú (Foto: Pajú/Divulgação)

Modelitos 2018

Para esta Copa, além das clássicas Beyoncé, Britney, Rihanna, RuPaul, Ivete, entre outras, as novidades são Ariana Grande, Azealia Banks e Pabllo Vittar. E Anitta? “Acho que vou ter que fazer Anitta, porque tem muita gente pedindo, mas tô meio abusada dela. Vou fazer, mas não vou usar”, ri.

Outra aposta é Kylie Minogue. Essa, Suilane diz que com certeza vai usar. E não só ela. “Kylie esse ano vem com o número 50, porque ela está fazendo 50 anos, e também é uma homenagem ao disco novo dela, o Golden. O bom de Kylie é que os fãs de Kylie Jenner também estão dizendo que vão comprar, então serve pras duas”, diz.

Atendendo a pedidos, Suilane também está fazendo camisas do ex-presidente Lula (em vermelho) e provavelmente Dilma Rousseff também vai estampar um modelito. “As feministas estão pedindo. Elas não querem usar Lula”, conta.

Azealia Banks e Lula são novidade este ano; Madonna vem com uma homenagem aos seus 60 anos (Foto: Pajú/Divulgação)

Você pode conferir as camisas no Insta e no Face da Pajú, mas se a sua fada não estiver entre elas, é só mandar um direct ou passar um zap pra Suilane, que ela providencia tudo do jeitinho que você quiser (na medida do possível).

A coleção desse ano é uma parceria de Suilane com a loja Think Collection, de Gustavo Free, e o designer Cleyton Almeida, também conhecido como Unosito.

As camisas custam R$ 60 (mesmo preço das peças em 2014) e, além de estar à venda pela internet, vão estar disponíveis também no Queens Cozinha Extravagante, em Boa Viagem. Em breve, também estarão à venda pelo Mercado Livre.

?Pajú
?Queens Cozinha Extravagante – R. Prof. Júlio Ferreira de Melo, 769 – loja D -Boa Viagem, Recife – PE.

Compra online:

Think Collection: www.thinkcollection.com.br

Insta da Pajú: instagram.com/euamopaju
Face da Pajú: facebook.com/euamopaju

Instagram de Suilane: instagram.com/suilane
Twitter de Suilane: twitter.com/suilaneoliveira

? Vai de zap ? (081) 99990-7844 (Suilane Oliveira)