O PorAqui esteve em um dos pontos mais conhecidos de abandono de animais domésticos da Região Metropolitana do Recife. Conversando com duas das senhoras que diariamente se dedicam a colocar ração e levar gatinhos para o veterinário, decidimos que não iríamos citar a localização para não aumentar o trabalho daquelas dedicadas pessoas.

“Depois de uma reportagem que saiu na televisão começaram a chegar cinco gatos por dia aqui. Ninguém tem dinheiro para cuidar de tantos bichos”, diz Lurdes (nome fantasia, já que ela pediu para não ser identificada). Ela e sua amiga contam que um grupo de moradores do bairro chegou a entrar na Justiça contra a Prefeitura do Recife e que a próxima audiência será em março.

Centro em Aldeia acolhe, trata e reabilita animais silvestres machucados ou ilegais

Lurdes vai diariamente dar ração e cuidar dos bichinhos doentes (Foto: Eduardo Amorim/PorAqui)

O grupo que cuida dos gatinhos exige do Governo Municipal câmeras de monitoramento na área, vigilância, castração para os animais e a instalação de um abrigo público para os gatinhos.

Eles atualmente já gastam uma soma grande de recursos. Um lar temporário para os filhotes custa mensalmente R$ 500 (em média), além disso é preciso comprar remédios, pagar veterinários e os gatos consomem cerca de seis a sete quilos de ração por dia.

Gatinhos podem ser adotados pelo Facebook (Foto: Eduardo Amorim/PorAqui)

“Se a gente não fizesse esse trabalho de castração aqui tinha 1.000 animais”, acredita Lurdes. Ela está indignada com a falta de apoio do poder público, pois até mesmo a limpeza é feita pelo pessoal que cuida dos gatinhos.

Quer ajudar ou achou encantador um dos animais que estão nas fotos? É possivel adotar os bichinhos pela página Gatinhos Urbanos. Eles chegam vermifugados, castrados, vacinados e ainda são entregues em casa gratuitamente. Outra opção é doar através da Vakinha de Natal dos Gatinhos Urbanos.