Um levantamento feito com 700 mil pessoas na faixa etária entre 18 e 65 anos em todo o Brasil apontou que o Nordeste foi responsável pelo maior aumento no consumo de vinhos nos últimos dois anos. A pesquisa foi realizada pela Evino, uma das maiores empresas de comércio eletrônico de vinhos do país.

LEIA TAMBÉM:

Quer aprender sobre vinhos? Tem curso para iniciantes nas Graças

Apesar da região Sudeste absorver a maior parte do produto, os nove estados do Nordeste, juntos, registraram aumento de três pontos percentuais no consumo de vinhos entre pessoas de 18 a 65 anos. Porém, 23% do total ficou concentrado entre o público de 35 a 44 anos.

Também no Nordeste, os espumantes, vinhos brancos e rosés foram os que mais apresentaram evolução nas vendas, com crescimento de dois pontos percentuais em comparação com o ano de 2016.

Tendência

Não é só no Nordeste que o consumo de vinho entre os jovens aumentou. No país inteiro, o acréscimo foi de dois pontos percentuais entre o público de 25 a 44 anos, contra a queda de dois pontos de 55 anos para cima. A venda de vinhos através da internet é, possivelmente, um dos principais motivadores da compra do produto dentro dessa faixa etária.


A jornalista e sommelière Fabiana Gonçalves, do blog Escrivinhos, escreve PorAqui sobre o mundo do vinho, com dicas sobre eventos, degustações e muito mais.

 

 

O conteúdo não reflete, necessariamente, a opinião do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.