No sincretismo religioso do Nordeste – em que catolicismo e candomblé se fundem – São João é o orixá Xangô. E a divindade do Trovão e da Justiça também é celebrada neste ciclo junino, na Festa do Fogo, que acontece nesta quarta (27), no Pátio de São Pedro, e é aberta ao público.

Na cerimônia, que começa às 19h, serão entoados cânticos de louvor a Xangô e seus devotos comerão o Gbègìrì, prato predileto do orixá, feito com quiabo, carne de peito bovina, rabada bovina, camarão, castanha, amendoim, cebola, cebolinha, pimenta, sal e muito azeite de dendê para o santo.

Fogueira de São João: Fertilidade, sensualidade e sincretismo religioso

O fogo, elemento principal de Xangô, é reverenciado na festa. Como parte da cerimônia, os devotos dançam ao redor de uma grande fogueira, exaltando seu o rei com cânticos.

Assim como a Exposição da Culinária Afro-Brasileira, realizada no último dia 20, no Sítio Trindade, a Festa do Fogo promove o respeito e a solidariedade entre devotos e brincantes das mais variadas tradições, de diferentes matrizes.

Programação da Festa do Fogo

19h | Abertura (Cânticos ao ÒRÌSÀ ÈSÙ) e o Acender da Fogueira
19h30 | Continuação do SIRÈ (cânticos aos Òrìsà, Vodun, Nkise – Divindades do Panteão Africano)
21h | Cânticos para SÀNGÓ, HEVIOSO e NZAZI (Roda para o REI)
22h | Encerramento do SIRÈ (Cânticos e Rezas)

Festa do Fogo
? Quarta (27), a partir das 19h
? Pátio de São Pedro – bairro de Santo Antônio
? Aberto ao público