Cinquenta e nove anos é uma trajetória considerável, não é? Ainda mais em se tratando da Banda Sinfônica do Recife que, durante todo esse tempo, sempre apostou em explorar repertórios inovadores e surpreendentes para grupos de câmara.

Do erudito ao popular, entre trilhas de cinema, manguebeat… de um tudo já fez parte dos concertos da Banda Sinfônica. E esta quarta (25) será de celebração, no 8º concerto desta temporada, comemorando o 59º aniversário da Banda, a partir das 20h, no Teatro de Santa Isabel, bairro de Santo Antônio. A apresentação é gratuita, com retirada dos ingressos uma hora antes, na bilheteria.

Como não poderia deixar de ser, o concerto terá um repertório marcado pelo ecletismo, abrindo com Festive Overture opus 96, do compositor russo Dmitri Shostakovich.

(Foto: Wesley D’Almeida)

Na sequência, um verdadeiro desfile de sucessos da bossa nova, com as músicas Manhã de Carnaval, de Luiz Bonfá; Samba de Verão, de Marcos Valle; Batida Diferente, de Durval Ferreira e Maurício Einhorn; Influência do Jazz, de Carlos Lyra; Canto de Ossanha, de Baden Powell e Vinícius de Moraes; e Chega de Saudade, de Tom Jobim.

O frevo vai arrebatar a plateia no terceiro momento do concerto. Uma homenagem ao maestro José Menezes (in memorian), um dos três compositores de frevo mais gravados do mundo, ao lado de Capiba e Nelson Ferreira. A Banda Sinfônica tocará Bico Doce, último frevo composto por ele.

Em seguida, entra em cena a música Gabriel´s Oboe, tema do filme A Missão. A composição é do longevo maestro italiano Ennio Morricone.

O encerramento, digno das imponentes big bands, será com Berceuse e Finale, a Suite do balé O Pássaro de Fogo, do compositor, pianista e maestro russo Igor Stravinsky.

SERVIÇO
Concerto de aniversário de 59 anos da Banda Sinfônica do Recife
Quarta (25), às 20h
Teatro de Santsa Isabel | Praça da República, s/n – Santo Antônio
Entrada gratuita (com retirada dos ingresso uma hora antes, na bilheteria)