Todo mundo já precisou, na vida, daquela ajudinha para ganhar coragem de aprender a andar de bicicleta. Há 7 anos, uma de turma “anjos” sob duas rodas têm feito isso e transformado a vida de muita gente.

Hoje, a Rede Nacional da Bike Anjo – que surgiu em São Paulo (SP) – completa 7 aos de existência. Diversas cidades do Brasil irão comemorar o aniversário neste domingo (26).

(Foto: Repodução/Facebook)

No Recife, a celebração – batizada de EBÃO – terá uma série de atividades: além das aulas de bike, também estarão pessoas ensinando a andar de patins, skate, slack-line e patinete, oficina básica de mecância e presença da bike ODKV, além disso tudo, será realizado um piquenique colaborativo.

A ODKV (corrtuptela de “o de cá vê”) é um modelo de bicicleta voltado a pessoas com deficiência motora ou visual. São duas bikes interligada  lado a lado, em que o instrutor auxiliar a pessoa a fazer os mesmos movimentos. “Nos caso de quem tem deficiência visual, a gente atua numa espécie de ‘audiodescrição’. E isso dá resultado: traz àquela pessoa uma autonomia bem maior na hora de conduzir a sua bike, diz Enio Paipa, um dos voluntários da Bike Anjo Recife.

O EBÃO erá das 9h às 12h (com atendimento das 30 primeiras pessoas), na Praça da República, em frente ao Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, Centro do Recife. O atendimento é gratuito e a inscrição é feita na hora.

História

Recife foi a segunda cidade brasileira a ter a sua própria rede Bike Anjo no Brasil. “Começamos em 2011 fazendo acompanhamento daquelas pessoas que tinham medo de andar de bike no trânsito caótico do Recife, com dicas de rotas mais tranquilas e seguras”, conta Enio.

Em 2012, eles deram início às atividades da EBA (Escola Bike Anjo), que, aos domingos, reúne um grupo de voluntários engajados em ensinar quem não sabe a ganhar coragem, enfrentar o medo e andar de bike. Segundo estimativa da rede, mais de 500 pessoas já passaram pelas aulas.

“Nesses anos todos, o que temos tentado, além de realizar sonhos, é fazer uma transformação em torno da cultura da bicicleta, para que as pessoas vivam uma cidade mais humana, mais agradável, sentir aquele prazer do ventinho no rosto. Essa é a grande proposta e a gente vem conseguindo”.

Atualmente a Rede Bike Anjo Recife é composta por 110 voluntários na RMR (30 deles atuam de forma mais ativa). Valquíria Ferreira, 31, é uma das voluntárias. E aprendeu, aos 29, a andar de bicicleta por meio da Bike Anjo.

“A Bike Anjo foi muito importante para mim, por uma questão de superação e do apoio que recebi, de perder esse medo da bicicleta. Além da consciência de usar a bicicleta como meio de transporte, da questão ambiental também”, conta ela.

Hoje, como voluntária, já ensinou muita gente também. “Em agradecimento ao que eles fizeram por mim, estou também estou dando esse apoio a outras pessoas. E é muito gratificante isso”, conta ela. “E foi muito rápido: aprendi num mês de fevereiro, passei por um ‘estágio’, um acompanhamento, e entre junho e julho eu já estava dando as aulas”, lembra.

EBÃO – 7 anos de Bike Anjo
Domingo (26), das 9h às 12h
Praça da República (em frente ao Palácio do Governo)
Gratuito (com inscrição feita na hora, de até 30 pessoas)