Este ano é o ano de centenário de uma das mais célebres figuras da história de Pernambuco: Hermilo Borba Filho. O dramaturgo, crítico literário, romancista e jornalista morreu jovem, aos 58 anos, mas deixou um legado de peças, romances e contos.

Hermilo foi autor de sete romances, duas novelas, 12 pesquisas e ensaios, além de dezenas de traduções e 23 peças.

Como comemoração, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, armou uma semana especial dedicada a Hermilo. A iniciativa é uma parceria com a Secretaria de Cultura de Pernambuco e a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

No Teatro Hermilo Borba Filho, no Recife Antigo, serão apresentadas três peças gratuitas, além da exposição Hermilo 100 Anos, em cartaz durante toda a semana, a partir das 10h até o horário do término da peça do dia.

Foto: Sol Pulquério/PCR

Programação

13/07 (Quinta-feira)
19h – Espetáculo A Gloriosa Vida e o Triste Fim de Zumba sem Dente, no Teatro Hermilo Borba Filho

A peça é baseada no texto “O Traidor” de Hermilo, e conta a história de Zumba candidato a prefeito na cidade de Palmares e que foi sequestrado e morto. A montagem tem adaptação e direção de Carlos Carvalho, e direção musical de Juliano Holanda.

14/07 (Sexta-feira)
19h
– Espetáculo Mucurana, o Peixe, no Teatro Hermilo Borba Filho

O espetáculo é uma adaptação do conto “O Peixe”, escrito por Hermilo. A história traz um homem ingênuo, morador de rua, que carrega consigo apenas canções, uma lata de farinha e lembranças do cavalo-Marinho.

Dia 15 (Sábado)
19h
– Espetáculo A Rã, no Teatro Hermilo Borba Filho

Também adaptação do conto homônimo de Hermilo, a peça junta trechos de outros autores para fazer uma viagem sensorial a uma história simples: uma mulher se assusta com uma rã e a faz ficar tão monstruosa em sua cabeça que é engolida por ela.