“Chegou o Down mais Up da cidade”, dizia o cartaz que anunciava, naquele 16 de janeiro de 1997, o coquetel de inauguração de uma das casas noturnas mais populares do Bairro do Recife (e do próprio Recife em si).

Há exatamente 21 anos, o Downtown Pub abria suas portas. Dali pra frente, foi conquistando um público majoritariamente jovem – gerações de pais e mães hoje levam seus filhos pra lá – com uma pegada mais voltada para o rock e o blues.

Convite da inauguração do Downtown, em 16 de janeiro de 1997 (Foto: Reprodução)

Completando hoje sua maioridade, já viveu os altos e baixos típicos de uma casa cuja história está intimamente ligada às transformações pelas quais passa o Recife Antigo, para o bem ou para o mal.

“Foi terrível! Quem passava por aqui mais cedo, nem pensava que ia ficar pronto pra inauguração, à noite”, conta o empresário Tito Lívio, proprietário do Downtown, sobre o estresse para deixar a casa pronta na noite de estreia. No fim das contas, ele diz adiante, foi bom. “Vieram muitos amigos, deu um pessoal”.

O gaúcho Tito Lívio é o nome à frente do Downtown Pub (Foto: Dayvson Nunes/JC Imagem)

A festa de 16 de janeiro de 1997 não teve banda. Contou com música mecânica, um DJ comandando as pickups. A primeira banda a subir ao palco do Downtown foi a Má Companhia, algumas semanas depois.

“O Downtown nasceu como uma casa noturna temática, voltada para o rock”, conta ele, acrescentando que eram poucos bares ou espaços no Recife da metade dos anos 1990 que tinham o gênero como carro-chefe. “Na época, o que estava em voga era o Axé Music. Rock era muito pouco. A gente tinha a Soparia, de Rogê, com o pessoal do Manguebeat, alguns bares de garagem, e só”, lembra.

O primeiro ano do Downtown não foi dos melhores. A cidade ainda não estava acostumada com esse tipo de casa noturna, diz Tito. “A coisa só veio estourar no final de 1998 pra 1999”, diz. A partir daí, foi a época áurea do Downtown (1999-2005), lembra ele.

(Foto: Acervo pessoal)

Foi nesse período que o Downtown ganhou o prêmio da Veja Recife, como Melhor Bar com Música Ao Vivo da cidade, em 2004. Resultado do investimento numa cultura de casa noturna de rock, capitaneada por Tito Lívio, gaúcho que há mais de 30 anos mora no Recife, e Lene Pinheiro, seu fiel escudeiro, gerente da casa. “É ele quem está comigo nessa desde o primeiro dia até hoje. É a pessoa que faz muita coisa andar aqui”, diz Tito.

Inicialmente, a casa tinha capacidade para 400 pessoas. Com algumas reformas, chegou a 700 (“Já teve dias de a gente ter 700 pessoas na casa e umas mil do lado de fora”, diz Tito sobre a época de bombação do Downtown). Atualmente, cabem 500 pessoas.

Bandas

Muita gente já tocou no Downtown Pub. Bandas de rock pop fizeram parte do circuito da casa noturna. Para quem tem boa memória e frequentava o local, vai lembrar: Pulso 100, Srtª Meira, Máquinas na Pista, Expresso 48, Funk Yourself, SOS Rock, Papaninfa são algumas delas.

“Alguns músicos que tocaram nessas bandas hoje tocam com artistas nacionais, como ‘Márcio Bocão’, hoje faz parte do Barão Vermelho, e João Marques, que já tocou com Paulo Ricardo e com o próprio RPM”, destaca Tito.

Downtown Band: Nascida e criada na casa que inspirou o nome (Foto: Reprodução/Facebook)

Inclusive, alguns nomes nacionais já passaram por lá, como Frejat (na comemoração dos 15 anos do Downtown) Biquini Cavadão, Nenhum de Nós e George Israel (do Kid Abelha).

Duas bandas têm sua história intimimamente ligadas á da casa: a Downtown Band, formada por Sérgio Leão, e apadrinhada por Tito, e a Uptown Blues Band, criada pelo músico Giovani Papaléo. Inclusive, foi nessa pegada que já aconteceu, algumas

Para além da casa noturna

O nome Downtown ganhou outras dimensões e foi mais além da casa norturna. Já abriu filiais em Porto de Galinhas, em Natal (RN), que não estão mais em funcionamento, devido à montanha russa econômica e às realidades locais que se apresentaram.

Atualmente, uma nova filial está funcionando na Praia dos Carneiros, no Litoral Sul do estado. “Ela tem uma pegada mais praiana, mais a cara do lugar. Foi aberta há dois meses”, informa Tito.

O Downtown também criou o Alcatraz Club, uma boate que funcionou onde hoje existe o Clube Metrópole.

O Downtown fica na Rua Vigário Tenório (Foto: Divulgação)

Além disso, o Downtown entra no 16º ano com um camarote da marca no desfile do Galo da Madrugada.

Os empreendimentos, segundo Tito, sempre trouxeram a marca clássica do nome Downtown: o foco no rock. Segundo ele, é por isso que a matriz, o pub que funciona na Rua Vigário Tenório, ainda resiste, apesar da queda no público atual, que ele associa à crise econômica que atingiu o país, nos últimos três anos.

“Uma casa noturna, em geral, tem uma vida útil de 2 a 5 anos”, diz Tito. Mas o Downtown, após vários altos e baixos, continua de pé, como um dos focos de resistência desse Recife Antigo mais recente.

“A gente sempre se manteve fiel à nossa linha, que é a de rock. Mesmo com a crise onde a balada é a primeira coisa a ser cortada no orçamento, mesmo com o sucesso do sertanejo, ainda assim, temos a marca e essa identidade forte, característica do Downtown”.

Downtown Pub
Rua Vigário Tenório, 105 – Bairro do Recife
Funciona sextas e sábados
Telefone: (081) 3424-5731