Dos palcos para as telas (de pintura). A atriz Suzana Costa mostra outra faceta artística sua, com a inauguração, neste sábado (28), às 19h, da exposição Nascedouro, sua primeira individual, na Torre Malakoff, Recife Antigo.

A mostra reúne 21 telas a óleo produzidas entre 2015 e 2018, com curadoria de Badida Campos, e ficará em cartaz até o dia 3 de junho.

Acervo exclusivo do Mamam traz preciosidades das artes plásticas

A atriz Suzana Costa se aventura também no universos das artes plásticas (Foto: Daniela Nader)

As múltiplas possibilidades do abstrato estão presentes nas obras de Suzana, que traz influências do figurativismo. Não há um compromisso com a exatidão dos traços. Nas telas, Suzana conduz a uma linha tênue entre o contorno do real e do onírico.

Atriz desde os 17 anos – integrou o emblemático grupo de teatro Vivencial Diversiones – Suzana começou a abraçar o universo das artes plásticas em 2012. “Eu procurava uma arte que fosse mais individualista. O teatro é uma atividade coletiva e mais difícil de realizar.”

(Foto: Daniela Nader)

A influência de Badida Campos, com quem Suzana teve aulas de pintura, foi fundamental. “O que mais me ligou à Badida foi que ela vai na contramão da perfeição, o processo é mais de criatividade”, diz Suzana sobre a curadora.

(Foto: Daniela Nader)

Os títulos dos quadros selecionados, como Capim gordura e Margareth, remetem aos contos escritos pelo filho de Suzana, Fabiano Costa Coelho, que lança na noite de abertura da exposição o livro Minha mãe e outras mulheres. Na vernissage também haverá apresentação da Orquestra Criança Cidadã.

Exposição Nascedouro + lançamento do livro Minha mãe e outras mulheres
Abertura: 28 de abril de 2018, às 19h
Período de visitação: 28 de abril a 3 de junho de 2018
Torre Malakoff | Praça do Arsenal, s/n – Bairro do Recife
Entrada gratuita