Mais um sinal de descaso com a cultura na atual gestão da Prefeitura do Recife atinge, desta vez, quem trabalha duro para fazer a engrenagem funcionar: funcionários dos teatros municipais – Apolo, Hermilo Borba Filho e Luiz Mendonça – estão com os salários deste mês de março atrasados.

Os trabalhadores de várias áreas – técnicos de sonorização, técnicos de iluminação, limpeza e administrativos – são terceirizados pela empresa AJ Serviços. Entraram hoje (quinta, 15) no sétimo dia sem o salário na conta.

“A única coisa que a gente recebeu foi, quem tem direito, o vale transporte e o vale refeição”, diz um dos funcionários, que não quis se identificar. Segundo ele, o valor do vale refeição é de apenas R$ 155 mensais. Considerando que alguns deles folgam apenas um dia na semana, são 26 dias de trabalho, o que significa pouco menos de R$ 6 por dia para alimentação.

Pátio de São Pedro: do auge ao abandono

Ele conta, também, que a única informação, extra-oficial, é que a Prefeitura do Recife já contabiliza três meses de atraso nos repasses feitos à AJ para o pagamento dos funcionários.

“Alguns de nós cruzamos os braços, esperando o pagamento. Mas tem gente que está com medo de ser demitido caso faça alguma”, conta o funcionário. Ele diz que nas tentativas de se informar sobre o pagamento, ouviu a mesma resposta, tanto da Fundação de Cultura Cidade do Recife quanto da AJ: “Sem previsão”.

Resposta

O PorAqui tentou contato com a AJ Serviços três vezes, por telefone. Na primeira delas, uma pessoa de nome Fernanda disse que não podia dar declarações sem o aval do diretor da empresa. Nas duas seguintes, ela não atendeu e mandou informar que não tinha, “por enquanto”, nenhuma resposta sobre o assunto.

Já a Secretaria de Cultura do Recife, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que os teatros estão funcionando normalmente, mas reconheceu que “houve atraso no repasse de verbas para uma empresa prestadora de serviços”, e garantiu que o pagamento será realizado ainda nesta quinta (15), “cabendo à empresa regularizar sua folha de pagamento o quanto antes”, finaliza a nota.