Músicas ultra rápidas, que duram apenas alguns segundos e que abordam temas controversos que ninguém quer discutir. Esse é o grindcore, o gênero mais extremo e não-comercial do heavy metal, que acaba de ganhar um documentário que destrincha sua história, seus personagens e os elementos que o fazem ser, ao mesmo tempo, apaixonante e extremamente impopular.

Slave to the Grind: A Film About Grindcore, do documentarista canadense Doug Brown, terá exibição no Recife, única no Brasil, como parte da turnê mundial de divulgação do filme. A projeção acontece na sexta, 31 de agosto, no  Apolo 235, a partir das 18h.

O filme conta a história de como músicos, em várias partes do mundo, começaram a fundir a fúria politizada do hardcore ao peso do trash e do death metal, criando um novo estilo que, por vezes, é taxado de anti-música.

O documentário, financiado no Kickstarter em 2015, traz entrevistas com membros de bandas seminais como Napalm Death, Brutal Truth e Repulsion, além de visitar as cenas da Europa e do Japão.

“É extremamente grindcore exibir um filme de música extremamente política, controversa, questionadora em um ambiente de empreendedorismo, negócios… Essa ironia de casar dois extremos é muito legal e, ao mesmo tempo, o grindcore como gênero musical precisa ter seu valor como empreendimento. Música também é negócio e discutir sobre música extrema pode ganhar escala, gerar impacto através de um senso empreendedor é muito importante”, avalia Jacques Barcia, idealizador do evento.

O Recife será a única cidade do Brasil a exibir o filme antes de seu lançamento em DVD, previsto para o próximo mês de setembro. Além do documentário, a premiere também contará com debate entre o produtor do Abril Pro Rock, Paulo André Pires, e do também documentarista Wilfred Gadelha, responsável pelo filme Pesado. O evento terá, ainda, dois shows de representantes locais do gênero: Rabujos e Arquivo Morto.

Ingressos para a exibição estão à venda no Sympla e custam R$ 15. As entradas também podem ser adquiridas por e-mail, contatando a produção do evento na própria página do Sympla.

Slave to the Grind – Exibição oficial do filme no Recife 
Rua do Apolo, 235, Bairro do Recife (entrada na Rua do Observatório), Recife – PE
31 de agosto, sexta-feira, a partir das 18h
Ingresso: R$ 15 no Sympla