Neste 12 de março, Recife está ficando mais velha. São 481 anos e muita história pra contar. Em comemoração à nova idade, uma programação especial faz parte das celebração em homenagem à capital pernambucana. O Bairro do Recife é o foco dos festejos.

A partir das 15h20, os primeiros colocados do Grupo Especial do Concurso de de Agremiações do Carnaval 2018 desfilam no Boulevard Rio Branco. Serão 11 agremiações, representando cada uma das categorias: Troças Carnavalescas, Clubes de Frevo, Clubes de Boneco, Blocos de Pau e Corda, Maracatus de Baque Solto, Maracatus de Baque Virado, Caboclinhos, Tribos de Índios, Bois de Carnaval, Ursos (La Ursa) e Escolas de Samba.

A Escola Gigante do Samba desfila hoje (Foto: Leo Motta/PCR)

Às 18h20, na esquina do Boulevard com a Rua Dona Maria César, sobe ao palco a Família Salustiano, formada pelos familiares do saudoso Patrimônio Vivo Mestre Salu. E vai ter de tudo: coco, ciranda, cavalo marinho, maracatu, frevo para animar os recifenses, eternos foliões.

E às 19h é chegada a hora mais esperada: o “Parabéns pra Você” para o Recife, com o corte do bolo de chocolate de 400kg, que será distribuído ao público em 3500 fatias individuais.

Encerrando a festa, um rala-bucho dos bons com um cortejo animado pelo trio pé-de-serra Sindicato Matuto.

Recife 500 anos: vamos reunir, reviver e reinventar nossa cidade

Começou cedinho

A festa de aniversário do Recife começou cedo. Às 6h, cinco cruzamentos da cidade foram “invadidos” por orquestras de frevo e personagens de nossa cultura popular.

O bom dia especial foi até as 9h e animou a manhã de quem passou pelos seguintes locais: Avenida Rui Barbosa (sinal do colégio São Luis), Avenida Caxangá (sinal do Hospital Getúlio Vargas), Avenida Norte (sinal do Cemitério dos Ingleses), Avenida Boa Viagem (sinal da Padaria Boa Viagem) e Avenida Agamenon Magalhães.