Em tempos onde ainda é preciso fazer valer a voz como instrumento de luta, a cantora Joanah Flor usa a música para amplificar o alcance do que todas as mulheres querem dizer nos dias de hoje. Neste sábado (21), às 20h, ela lança o single e o clipe Deixa Ela, com show na Tropicasa, Boa Vista. A música vem reforçar a luta constante que as mulheres têm de travar diariamente contra o machismo.

O lançamento não será apenas um show, e terá a participação/contribuição de mulheres de diferentes segmentos artísticos: a poetisa e secretária da Mulher do Recife, Cida Pedrosa (autora do livro As Filhas de Lilith) participará de uma roda de diálogo e, na sequência, fará uma intervenção poética. Também marcarão presença as atrizes Hilda Torres e Daniela Câmara, o quarteto de vozes femininas Encantaria, a cantora Mayra Clara Vitorino, a rapper Lady Laay e a DJ Bia Preta.

Joana Flor (Foto: Suzanny Carvalho)

A Tropicasa fica na Rua da Glória, 496, Boa Vista. A entrada custa R$ 15.

Deixa Ela

“Deixa Ela em Paz” é a mensagem que vem se disseminando como um recado direto conta o machismo e o preconceito de gênero. Os versos da canção Deixa Ela, parceria de Joanah Flor e Camila Ribeiro, trazem como mote essa discussão.

“Mas é algo muito maior, abrange a questão da liberdade, da vida da mulher, de deixar ela viver, ser livre. A gente quer gritar essa liberdade que a gente deseja ter, de ter nosso direitos e o nosso respeito”, diz Joanah.

(Foto: Suzanny Carvalho)

A música vem se somar às discussões sobre feminismo que se intensificaram no Brasil nos últimos anos. “Pra mim, a música é fundamental nesse papel. Com a importância que a arte tem nesse enfrentamento, vi a oportunidade de trazer na música essa possibilidade de atingir não só o meio que eu vivo, mas chegar às comunidades, em todas as mulheres”, explica.

Deixa Ela foi gravada no Fábrica Estúdios, na Várzea, e conta com produção musical de Bruno Lopes.

O clipe

A música virou clipe. Um “clipe manifesto”, como diz Joanah. E nele, mulheres mostram sua cara e entoam os versos do refrão. Mulheres de várias idades, origens… mulheres comuns, com um grito de liberdade que abraça, endossa e reverbera o que é dito na música. “A ideia é de representar esse grito delas!”, enfatiza Joanah.

O clipe foi gravado em dois dias. O primeiro foi 8 de março, durante o ato do Dia Internacional da Mulheres, que ocorreu no Centro do Recife. “Saímos encontrando as mulheres, ambulantes, moças que entregam panfleto, locutoras de almoço, pessoas do movimentos sociais, que tivessem alguma história e pudessem trazer seu grito para o clipe”.

Várias mulheres participaram do clipe (Foto: Reprodução)

A outra data foi uma infeliz coincidência: 14 de março, dia do assassinato da vereadora do Rio Janeiro Marielle Franco, que chocou o país e o mundo. Neste dia, Joanah filmou as cenas em que aparece no clipe.

“Foi um dia muito difícil. Muita gente ficou abalada, chorou. Fomos fazer justamente as minhas imagens, em cima do prédio da PCR. A imagem é de uma mulher lá do alto e eu fiquei pensando: ‘Essa mulher está aqui em cima e imagina quantas podem estar sendo vítimas neste momento?’”, questiona.

“Os boy” também aparecem no clipe, mas desempenhando os “papeis” que, ao longo dos séculos, motivaram a necessidade de até hoje ser preciso colocar esse grito das mulheres na ordem do dia… e cada vez mais alto!

Então, agora é conferir!

Show de lançamento do single/clipe Deixa Ela, de Joanah Flor
com participações de Cida Pedrosa, Hilda Torres, Daniela Câmara, Encantaria, Mayra Clara Vitorino, Lady Laay e DJ Bia Preta
⏰ Sábado (21), às 20h
?Tropicasa | Rua da Glória, 496 – Boa Vista
? R$ 15