A Via Sacra de Jesus Cristo é uma das histórias mais conhecidas da cultura ocidental e vem sendo contada há séculos, em várias adaptações mundo afora. Nesta terça (27) e quarta (28), jovens atendidos pelo Movimento Pró-Criança irão apresentar a sua versão, no bairro dos Coelhos e no Recife Antigo, respectivamente.

Mais do que apresentar a paixão e a morte de Jesus, a encenação procura refletir sobre a violência, temática da Campanha de Fraternidade deste ano e uma realidade que não está restrita somente ao cotidiano não só de quem vive nas periferias, mas que atinge toda a sociedade brasileira.

Na terça (27), a Via Sacra será nos Coelhos e começa às 9h, partindo da sede do Pró-Criança (Rua dos Coelhos, 317). Algumas casas serão transformadas nas chamadas estações – 14 pontos de parada onde são refletidos os principais momentos da via crucis de Cristo desde a condenação até o sepultamento. Em cada parada, as crianças e adolescentes rezarão com os moradores.

Na quarta (28), Via Sacra será no Recife Antigo e encerra com missa na Igreja Madre de Deus (Foto: Daniel Tavares/PCR)

“São famílias que tem marcas profundas da violência como ter perdido um ente querido vítima de assassinato, por exemplo. Nosso objetivo é mostrar que apesar do sofrimento é possível ter esperança e fé em um mundo melhor, pois Jesus não sofreu por nós em vão, fomos escolhidos por ele para sermos felizes”, afirma a agente da Pastoral Social do MPC e organizadora da Via Sacra, Lindinalva Dias.

No Recife Antigo, o cortejo tem início às 14h. Sairá da unidade do Pró-Criança no bairro (Rua Vigário Tenório, que fica na Rua Vigário Tenório e percorrerá as principais ruas da região. A Via Sacra se encerra com a celebração de uma missa na Igreja da Madre de Deus, às 15h.

Via Sacra com jovens do Movimento Pró-Criança
Terça (27), a partir das 9h
Com saída da Sede do Movimento Pró-Criança | Rua dos Coelhos, 317

Quarta (28), a partir das 14h
Com saída da Unidade do Movimento Pró-Criança, no Recife Antigo | Rua Vigário Tenório, 135/143 Z – Bairro do Recirfe