No corre do dia a dia, por vezes (ou quase sempre) no esquecemos de que o “simples” ato de se alimentar é algo que envolve não somente a saciedade do corpo, mas seu equilíbrio, assim como também da alma e da mente.

É o que prega a macrobiótica – ou micromacrobiótica – um estilo de alimentação oriental que pode-se dizer também uma filosofia de vida. Trazida ao Brasil por Tomio Kikuchi, e a Pernambuco por Ivanildo Cruz, ela teve, nos anos 1980, muitos adeptos em busca de promover melhoras substanciais na tríade “corpo, mente e alma” tendo na alimentação uma de suas bases.

Onde encontrar feirinhas de orgânicos no Bairro do Recife? O PorAqui te diz

A ideia da macrobiótica é de uma alimentação mais orgânica e original possível, que tem como base os cereais, leguminosas, raízes e folhas. O Centro do Recife foi um grande reduto dos restaurantes macrobióticos, mas, atualmente, apenas dois resistem aos tempos de “vida fast-food”.

Céu e Terra

Fundado em 1984 por Albanita Almeida e José Carneiro Filho, o Céu e Terra é um tradicionalíssimo espaço da alimentação “macrô”, com um cardápio que segue fielmente à linha trazida por Tomio Kikuchi ao Brasil.

Céu e Terra (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

“Não é só comer, é todo um critério e um estilo de vida onde você é o protagonista. engloba mente, corpo e sentimento, simultaneamente. É a alimentação psicossomática, que vai cuidar disso”, diz Albanita.

Todos os almoços simples lá são à base do arroz integral cateto, com gersal (uma mistura de gergelim moído e sal), acompanhados de salada, cozidos de legumes e o “prato do dia”, que varia por dia (pode ser crepe, pastel, torta, kibes, tudo com ingredientes que seguem a linha macrobiótica). A sopa do dia (em geral, são duas opções) é opcional. Um prato desses, sendo meia sopa e meio arroz, custa r$ 20.

O Céu e Terra também promove atividades educativas, como seminários, cursos de culinária revitalizante, entre outros.

Céu e Terra
Rua Riachuelo, 641 – Boa Vista
Recife
Seg a sexta – 9h às 19h
Sáb – 9h às 15h
(81) 3441-2500

Nossa Casa

Hilda Santos é o nome à frente da Nossa Casa, que fica bem pertinho do Céu e Terra. Ela vem da mesma geração de Albanita, que alcançou a chegada e a difusão da macrobiótica em Pernambuco.

A Nossa Casa abriu suas portas em 1999 e surgiu como um encontro de amigos para Hilda cozinhar. Ela já havia passado pelo Céu e Terra, inclusive, e, ainda hoje, é seguidora do Tomio Kikuchi.

Hilda Santos está à frente da Nossa Casa (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

O estabelecimento se tornou uma extensão da casa de Hilda. É lá que ela mora e onde trabalha. O espaço já foi frequentado, por exemplo, pelo cantor e compositor Gilberto Gil, adepto da alimentação macrobiótica.

“Se você é uma pessoa que sabe o que você faz dentro da sua alimentação, você saberá se tem condições ou não de comer, e saberá selecionar em termos de proporções e tipo de alimentação”, fala Hilda sobre a uma linha mais aberta da alimentação que promove, ao incluir, por exemplo, o peixe.

O espaço aconchegante da Nossa Casa (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

Na Nossa Casa, o almoço simples é composto, basicamente, das mesmas opções que o Céu e Terra, com a diferença de que ela também utiliza peixe em alguns pratos, mas a base é idêntica: arroza integral cateto com gersal, salada, cozidos de legumes e o prato do dia. O almoço simples custa R$ 20 + meio especial, que é R$ 8.

Hilda conta que os pratos que mais saem são o macarrão de arroz refogado com legumes e tofu, o vatapá com pão integral, leite de coco e legumes, a feijoada integral, a anchova assada com salada e o bobó de peixe.

Nossa Casa
Av Oliveira Lima, 784 – Soledade
Segunda a sexta, das 12h-15h
(081) 3129-7369