Em uma iniciativa inédita, o Museu do Futebol, localizado em São Paulo, começa a percorrer o Brasil com um ciclo de exposições itinerantes. A tour nacional começa pelo Recife, a partir desta quarta (25), e aporta no Cais do Sertão, Recife Antigo. A entrada é gratuita.

A expansão faz parte das comemorações do décimo aniversário do Museu, um dos mais visitados de São Paulo (acumulando 3 milhões de visitantes ao longo de uma década), e chegará a outras três capitais brasileiras, além do Recife.

(Foto: Divulgação)

A mostra itinerante “Museu do Futebol na Área” – que ficará em cartaz até o dia 20 de junho – tem oito módulos. Seis deles reproduzem conteúdos da mostra principal do equipamento em São Paulo. Outros dois foram criados exclusivamente para o projeto.

A exposição “Museu do Futebol na Área” foi concebido pelos cenógrafos Daniela Thomas e Felipe Tassara, pelo designer Jair de Souza e pelo artista multimídia Tadeu Jungle. Tem patrocínio da Motorola, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, e apoio da Epson e da Urso Filmes.

No Recife, tem o apoio do Governo do Estado do Pernambuco, por meio da Empetur, Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, e do Centro Cultural Cais do Sertão. Conta ainda com o apoio da Prefeitura do Recife e da Globo Recife.

3 lugares para jogar futebol no Pina e em Boa Viagem

A exposição

A exposição “Museu do Futebol na Área” ocupa 440m² e aborda o esporte como parte da história e da memória de cada brasileiro.

Sala das Origens – Conta com vídeo e cerca de 80 imagens do período em que o esporte chegou ao Brasil e se profissionalizou, entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX. No Recife, 16 dessas imagens recontarão o início na capital pernambucana.

Sala Números e Curiosidades – Composta por placas ilustradas por frases famosas, regras e recordes do esporte, recebe nessa edição do projeto uma vitrine especial com três camisas dos grandes clubes do Recife, além dos frevos criados para cada um deles.

Ídolos dos clubes, bem como frases de personalidades da literatura e música estarão representados na exposição a partir das suas relações com o futebol.

Sala das Copas do Mundo – Reconta todos os mundiais, de 1930 ao fatídico 7 a 1 sofrido pela seleção brasileira em 2014. Tal como ocorre na sede do museu, a história dos mundiais entrelaça-se ao contexto político e cultural de cada período.

Sala dos Gols e do Rádio – Relembra dezenas de gols e locuções que marcaram época. Interativa, o visitante escolhe o narrador ou o radialista e assiste a vídeos presentes nas salas de mesmo nome no Museu do Futebol.

Versus – Instalação criada especialmente para esse projeto pelo artista multimídia Tadeu Jungle. A experiência consiste em acompanhar uma partida inteira somente observando os torcedores, acompanhando reações e capturando a emoção contida em um jogo.

Interatividade

(Foto: Divulgação)

Na exposição, o público também poderá experimentar algumas das atrações interativas propostas pelo museu, como mesas de futebol de botão, totó e um campo com uma bola virtual.

Além disso, os visitantes poderão interagir virtualmente com a exposição através do uso de smartphones, guiados pelos educadores da exposição.

Futebol feminino, ocupação do espaço público e resistência na Aurora

Futebol pernambucano

A mostra “Museu do Futebol na Área” contará com conteúdo especialmente pensado para representar o futebol local. No Recife, o projeto teve a consultoria do jornalista Cassio Zirpoli, autor do livro 1987 – De fato, de direito e de cabeça.

Além de uma vitrine com camisas dos times de Recife, a mostra traz frases de escritores renomados, como Ariano Suassuna e João Cabral de Mello Neto, xilogravura de J. Borges e frevos de Nelson Ferreira, ressaltando a conexão entre o esporte, a cultura e as artes brasileiras.

Por estar abrigada no Cais do Sertão, a exposição também buscou referências do futebol no interior de Pernambuco.

Exposição “Museu do Futebol na Área” no Recife
25 de abril a 20 de junho
Centro Cultural Cais do Sertão |  Avenida Alfredo Lisboa, s/n – Recife Antigo
Visitação: Terça a domingo, das 9h às 17h
Entrada gratuita