Uhuul, voltamos! ✨

A gente acabou ficando duas semanas sem postar PorAqui: estamos pensando novas roupagens, projetos ambiciosos que, esperamos, logo menos apresentaremos pra vocês. O Músicas de Sexta vai crescer, migrar pra outras plataformas, trazer gente nova pra equipe, virar evento com alguma itinerância, mas tudo isso, por enquanto, ainda é uma construção. Quando estiver certinho, tudo rodando bem, a gente faz as apresentações! ?

Pra essa semana boa parte da ~nova equipe~ vai migrar pra São Paulo com o objetivo de sacar a maratona de shows que acontecerão por lá (começando nessa própria sexta, com o Lollapalooza, e terminando na outra sexta, 30, com o Gorillaz. Fizemos até essa playlist abaixo pra falar desse momento de muitos shows no Brasil:

Músicas de Sexta: shows gringos do primeiro semestre

Por isso, nessa semana, a gente organizou uma playlist juntando dois artistas que nos mobilizaram a gastar essa grana com passagem e ingresso: LCD SoundSystem, que toca logo mais no Lolla, e os Gorillaz, já muito presentes aqui no Músicas de Sexta.

A playlist dessa swxta virou um jogo de montar: resolvemos intercalar, uma a uma, músicas desses artistas. Vale lembrar que a gente já fez isso antes, em 2013, com o Beck e o Blur 🙂

Mas por que LCD Soundsystem?

James Murphy, frontman, compositor e “o cara” do grupo, consegue envelopar diversos elementos da música eletrônica e soar, ao mesmo tempo, como uma banda (ao vivo o LCD é porrada!).  Do primeiro álbum, de 2005, até o American Dream, lançado no ano passado, podemos encontrar uma consistência pouco vista na música pop: álbum a álbum, o LCD não decepciona.

Seja mais sombrio ou com baterias mais marcadas, a fórmula das variações sobre o mesmo tema geram uma trança rica e complexa de músicas com introduções longas e hipnóticas, ecos dos momentos mais inventivos do Talking Heads, letras que falam da vida noturna, da necessidade dos amigos ou simplesmente do quão foda é ouvir Daft Punk a todo volume em casa.

E qualé a do Gorillaz?

O Gorillaz surpreendeu a todos em 2001 com uma proposta ousada  pra época:  uma banda multimídia, com músicos de verdade, liderada pelo vocalista do Blur, Damon Albarn, que na verdade era uma banda inventada, de desenho animado.

Música pop com hip hop, experimentalismos e a liberdade de criar à vontade em cima de conceitos que eram inventados pela própria galera: tudo isso faz do Gorillaz um dos acontecimentos mais interessantes da música nos anos 2000. Com o Humanz, álbum lançado em 2017, eles fincam os pés na pista de dança ao mesmo tempo que versam sobre como temos o poder de mudar as merdas do mundo.

Então, escutaí: