O Recife vai comemorar seus 481 anos resgatando um dos fatos que atravessam gerações ao longo de sua história. O espetáculo O Boi Voador, dirigido por José Pimentel e Ruy Aguiar vai usar a Boulevard Rio Branco para contar esse episódio às 18h do domingo (11).

Paixão de Cristo do Recife é cancelada

Serão seis cenas que terão o casario histórico do Recife Antigo como cenário, sendo duas no chão, caminhando pela rua, junto com o público; uma no palco, que será montado na frente da Associação Comercial; outra na sacada do Espaço Cultural Santander; e mais uma na esquina da Avenida Rio Branco com a Rua Dona Maria César, reproduzindo o encontro de Nassau com os pintores Frans Post e Ekaut.

Um narrador costura o enredo, localizando os fatos historicamente.

Revolução de 1817 é contada através de cenários onde História aconteceu

O fatídico dia em que um ruminante rasgou os céus da Capital Pernambucana completou 374 anos no último dia 28 de fevereiro e marcou a inauguração da então batizada Ponte do Recife – hoje conhecida como Ponte Maurício de Nassau. Na época, Pernambuco estava sob domínio dos holandeses, e a obra foi custosa e demorada, consumindo até recursos pessoais do Conde Nassau.

Para celebrar o fim de tanto trabalho e a inauguração da ponte, o conde, de tão satisfeito, prometeu fazer um boi voar sobre a via. Quem duvidou e queria ver de perto essa façanha acabou pagando pedágio para atravessar a nova ponte. O resultado disso foi a diversão da população e uma arrecadação de 1.800 florins.

Você conhece as pontes do Recife? Faça o teste e descubra

Comemorações

Ainda no domingo (11), o bairro será tomado pela programação do Recife Antigo de Coração Especial de Aniversário. Entre as atividades esportivas, a novidade é o showbol, um tipo de futebol em que a particularidade é a bola se manter no jogo de forma quase permanente. Não há linha lateral nem de fundo.

A ciclofaixa será transferida para as Ruas do Bom Jesus e Barbosa Lima.

O bairro também contará com com Polo Cervejeiro, Polo Afro e shows no Marco Zero, que receberá o Maracatu Nação Cabinda Estrela, o Boi Faceiro e Bumba Meu Boi, o Caboclinho Tapuia Canindé, desfile dos bonecos gigantes com orquestra de frevo, além do Bloco Lírico Cordas e Retalhos.

Corte do bolo

O tradicional corte do bolo ocorrerá na segunda-feira (12). A partir das 19h, no palco montado na esquina da Rua Dona Maria César com a Boulevard Rio Branco, a festa será comandada pela Família Salustiano, banda formada pelos filhos, netos e agregados do Mestre Salu, que irão celebrar o Recife com coco, ciranda, cavalo marinho, maracatu, frevo e todos os ritmos que fazem da capital pernambucana uma cidade especialista em festa.

O Parabéns para Você não ficará de fora do repertório da festa, com direito a uma colorida queima de fogos no Marco Zero da cidade.

Antes disso, a partir das 15h, no Boulevard Rio Branco, desfilam os vencedores do Grupo Especial do Concurso de Agremiações do Carnaval 2018. Ao todo, irão se apresentar 33 agremiações: as primeiras, segundas e terceiras colocadas das categorias Troças Carnavalescas, Clubes de Frevo, Clubes de Boneco, Blocos de Pau e Corda, Maracatus de Baque Solto, Maracatus de Baque Virado, Caboclinhos, Tribos de Índios, Bois de Carnaval, Ursos (La Ursa) e Escolas de Samba.