Comendador Bento Luiz de Aguiar, fundador do Teatro do Parque e meu tataravô. Migrou de Vila do Conde (Portugal) em busca de um sonho: um grande empreendimento no Centro do Recife, que contaria com um parque de diversões, um teatro e um hotel.

O tempo não ajudou, e o comendador partiu antes de conseguir terminar todo seu projeto. Mas o teatro se manteve ali, firme e forte, até 2010.

Bento Luiz Aguiar, um dos fundadores do Teatro do Parque (Foto: Arquivo pessoal/Bárbara Aguiar)

Josefina Aguiar, pianista, uma das fundadoras do curso de música da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e minha avó. Frequentou bastante tanto aquele palco (realizando grandes concertos) como aquela plateia.

Sempre lutou pela divulgação da música pernambucana, grande incentivadora da cultura local. Foi através dela que tive meus primeiros contatos com a arte.

Josefina Aguiar, em seu primeiro concerto (Foto: Arquivo pessoal/Bárbara Aguiar)

Em 2003, pisei naquele palco pela primeira vez, como bailarina. E, depois, fui pisando cada vez mais. Foram várias as temporadas lá realizadas.

Uma pausa em 2010 para cuidar do teatro tão resistente, que andava mal das pernas. Tudo bem, ele merece uma ajuda! Mas acontece que ele ficou lá, ao léu, durante sete anos, esperando um pequeno agrado que fosse. E ainda espera.

O Teatro do Parque é minha memória, é sua memória, é nossa arte. Se você acha que é só um teatro, espera pra ver quando não tiver mais nenhum.

Bárbara em cena, com o espetáculo “Pangéia” (Foto: Arquivo pessoal/Bárbara Aguiar)

Em tempos de crise política, econômica, impeachment, reforma da previdência, reforma trabalhista… Reforma o teatro, vai! Era pra ter sido a única reforma aprovada.

É difícil se manter artista/criador nos tempos atuais. Um dia, eu desisto. No outro, resisto. Mas se existe esperança, vamos à luta! Vamos todos para a Virada Cultural em prol do Teatro do Parque.

É lindo ver toda a classe artística unindo forças. Sei que no dia 26 de agosto estarei sorrindo só de ver a força dos artistas de Pernambuco.

Avante!