A Boa Vista está longe de ser o bairro mais habitado do Recife. Apesar de receber gente de todas as partes da Região Metropolitana e Interior do Estado todos os dias, o lugar possui apenas 14.778 moradores, segundo dados do Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

LEIA TAMBÉM:

Que AliExpress que nada! Conde da Boa Vista é o lugar

Conde da Boa Vista: a passarela dos movimentos populares no Recife

Mesmo diante da vocação cosmopolita do bairro, existem algumas características bem peculiares que os viventes da Boa Vista têm em comum, seja pela relação que desenvolvem com o lugar ou pelo resultado de se viver no movimentado coração da cidade.

Confira 10 hábitos que só quem mora na Boa Vista tem:

1. Assistir TV no último volume

Quem vive na Boa Vista sabe que não dá pra assistir televisão com volume baixo estando com as janelas abertas. É que há competição com os sons externos, principalmente nas moradias mais próximas à Avenida Conde da Boa Vista. A saída é deixar a TV no máximo ou usar o recurso do famoso closed caption, aquela legenda oculta. ?

2. Trocar produto no Atacadão no mesmo dia da compra

Foto: Manuel Borges/Colaboração

Quem nunca voltou do Centro da Cidade pra casa com aquele porta-retrato ou adesivo de parede do Atacado dos Presentes e se arrependeu da compra? Com morador da Boa Vista também acontece isso. ? A diferença é poder ir resolver a questão na mesma hora ou até mesmo passar o dia inteiro trocando e destrocando produtos. E sem se preocupar em perder a nota fiscal.

3. Saber de promoção e inauguração de loja na noite anterior

Foto: Manuel Borges/Colaboração

Ter como vizinhas as inúmeras lojas do Centro é poder acompanhar a preparação noturna das remarcações de peças e a confecções de cartazes que anunciam, para o dia seguinte, aquela liquidação tão esperada. ?

4. Ir ao hortifruti depois da balada

Voltou pra casa de madrugada, tá precisando repor os tomates ou abacaxis e sabe que vai acordar de ressaca? Essa é uma das facilidades de se viver no centrão, onde existem hortifrutis 24h espalhados pelas esquinas. ??

5. Passar o dia torcendo pra não ter protesto no final da tarde

Morador da Boa Vista sabe bem a aflição que é ver os ônibus voltando da Avenida Guararapes ou do Derby em dia de manifestação. Quando isso ocorre, a saída é usar o “expresso canelinha” para conseguir chegar em casa, porque, certamente, se tem protesto no Recife, a Conde da Boa Vista estará interditada. ?

6. Fazer o almoço, desistir e comer 10 salgados

Foto: Manuel Borges/Colaboração

Tentação que fala, né? Você promete evitar massas e frituras, vai ao mercado, escolhe verduras frescas, carnes magras, passa horas preparando o almoço e depois que tudo está pronto, simplesmente, desiste. Corre na lanchonete do salgado a R$ 1, compra uns 10 e guarda o almoço, porque depois de 10 salgados, não tem como comer mais nada no mesmo dia. ?

7. Poder voltar para casa se tiver dor de barriga durante as compras

Batendo perna sob o sol escaldante do Centro do Recife, ela chega de surpresa e pega a gente desprevenido. É sempre assim. Sorte de quem mora por perto e pode abortar as compras e dar uma carrerinha em casa, né? ?

8. Andar com a chave de casa à mostra

Foto: Manuel Borges/Colaboração

Este é mais que um costume. Na verdade, é uma tática desenvolvida para sinalizar que se mora por perto. Segundo os próprios moradores da Boa Vista, é uma maneira de evitar furtos e assaltos por transgressores locais que reconhecem os moradores e, pela “camaradagem”, não incomodam.

9. Reconhecer a linha do ônibus só pelo barulho dos freios

Foto: Manuel Borges/Colaboração

Uma grande vantagem de morar na Boa Vista é a infinidade de opções de linha de ônibus perto de casa. Quando não, praticamente dentro de casa. Viver no Centro é conviver com a barulheira durante o dia e com os ecos das freadas dos ônibus à noite. ?

10. Ter mil opções para sair e, no final, preferir ficar em casa

Shopping, café, teatro, museu, boate, mercado… Opção nunca falta, mas é típico de morador da Boa Vista passar a semana inteira programando a saída do final de semana e na hora H suspender os planos para a passar os dias com as pernas esticadas. Só que dentro de casa. ?

Por Manuel Borges
Jornalista matuto que trocou o gosto da cana pelo cheiro do mangue. Adora passear por locais, histórias, cultura, picos/festas/bares, personalidades e humor sempre tendo o Centro, o coração da Cidade do Recife, como tema. Instagram: @manecoborges.

Os conteúdos publicados no PorAqui são de autoria de colaboradores eventuais e fixos e não refletem as ideias ou opiniões do PorAqui. Somos uma rede que visa mostrar a pluralidade de bairros, histórias e pessoas.