Preparando o terreno para as ações da XI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, o projeto Palavração promove um encontro entre o poeta Valmir Jordão e o escritor, poeta e cineasta Fernando Monteiro (homenageado da Bienal). Será nesta terça (26), às 15h30, na Biblioteca Pública do Estado, que fica no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife

Em um bate-papo, os autores vão conversar sobre a produção poética independente na cidade, que tem em Valdir Jordão um dos seus principais nomes. Ele representa uma leva de poetas que foram surgindo no final dos anos de 1970 e levaram a alcunha de “marginais”. Grande parte de seus escritos abordam os aspectos urbanos do Recife.

Poeta, compositor, performer e oficineiro, Valmir Jordão colaborou com diversos fanzines, como Balaio de Gato, Folha ao Vento e Poesia Descalça, e, atualmente, organiza o (poesia) Marginal Recife, pela Editora Escalafobética, com textos de poetas que também representam essa movimentação independente, a exemplo de Jorge Lopes e Samuca Santos.

O encontro e bate-papo de Valmir Jordão e Fernando Monteiro será transmitido ao vivo, via streaming, pela página da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco.

Lançamento

Na ocasião, Fernando Monteiro também aproveita para lançar uma nova edição de Mattinata. Publicado, originalmente, em 2012, o livro ganha nova versão, numa co-edição da Nephelibata Edições (SC) e da Edições Sol Negro (RN). Haverá, também, sessão de autógrafos com Monteiro.

Mattinata é formado por três poemas narrativos longos: Mattinata, Escritos no Túmulo e E para que ser poeta em tempos de penúria? O primeiro, traz em seus versos as horas finais de uma relação amorosa.

O segundo, por sua vez, faz um retorno a tempos poéticos longínquos, trazendo reflexões a respeito da civilização. O último, é um desdobramento do primeiro, como se fosse um eco de tormenta, em meio à vulgaridade da sociedade, perguntando: “E para que ser poeta em tempos de penúria?”, fazendo uma elegia ao poeta paulistano Roberto Piva (1937-2010).

O Palavração é promovido pela Ideação e tem incentivo do Governo de Pernambuco, via Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura.

SERVIÇO
Palavração – “O Ano das Lágrimas da Chuva!”
com Valmir Jordão e Fernando Monteiro
Terça (26), às 15h30.
Biblioteca Pública do Estado | Rua João Lira, s/n – Santo Amaro (ao lado do Parque 13 de Maio)