O projeto Saraus em Pasárgada completa um ano de existência, que será comemorado nesta sexta (20), a partir das 18h. A celebração acontece na casa de Manuel Bandeira, o Espaço Pasárgada, no bairro da Boa Vista, e vai relembrar, também, o centenário de uma das mais importantes publicações do poeta, o livro A Cinza das Horas.

A festança poético-artística acontece em dois ambientes do casarão de número 263 da Rua da União: em um deles, apresentações teatrais e musicais em homenagem à Bandeira. No outro, alegorias e fotografias do bloco A Cinza das Horas.

(Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE – Fundarpe)

Além da poesia, a música era uma grande paixão de Bandeira. Na celebração desse encontro tão fértil de linguagens artísticas que remetem ao poeta, se apresentarão o duo de violonistas Sérgio Deslandes e Abraão Marreira, que tocarão a inédita Cantiga, composição de Frei Jaime Diniz, com letra de Manuel Bandeira.

Ainda na ala musical, também se apresentam a cantora Amanda Coelho e o violonista Thiago Pinto. Marcarão presença, ainda, a poetisa Adélia Coelho e os músicos Amanda Cabral e Rafael Meira.

Unindo texto e interpretação, o grupo Bacantes de Poesia apresentará uma série de poesias declamadas do livro A Cinza das Horas.

Saraus em Pasárgada

O projeto teve início em outubro de 2016. Em um ano, recebeu mais de 600 pessoas como público e convidados notáveis no cenário contemporâneo da poesia pernambucana, como Miró, Zizo, Meca Moreno e o grupo Profundanças.

“Os Saraus em Pasárgada é um espaço para artistas da música e da poesia que estão em busca de estabelecerem uma relação mais próxima com o público. Nós trabalhamos variados temas e formatos das expressões literárias do Estado. O Sarau é também uma celebração a todas essas diferenças”, explica a gestora do Espaço Pasárgada, Marília Mendes.

SERVIÇO
Saraus em Pasárgada – 1 Ano
Sexta (20), a partir das 18h
Espaço Pasárgada | Rua da União, 263 – Boa Vista
Entrada gratuita