O Animage – Festival Internacional de Animação de Pernambuco chega a sua 7ª edição este ano. É uma referência em animação, trazendo para o Recife o que há de mais atual na produção mundial. O evento começa no dia 22 e vai até o dia 27 de novembro com uma programação extensa: Mostra Competitiva (adulto e infantil), Mostra Parque, Mostras e Sessões Especiais (com exibição de longas, Mostra Erótica, Mostra Best of Annecy, Mostra Francesa e Mostra Brasil), além de oficinas, masterclasses e exposição de objetos ópticos. Como ação ambiental, o festival distribuirá ao público 3 mil sementes de árvores da Mata Atlântica.

Nos dias 26 e 27, o Dona Lindu estará no roteiro da Mostra Parque, que promove sessões gratuitas ao ar livre com uma seleção de filmes voltados para todas as idades e de conteúdo variado. Além do Lindu, a mostra estará na Praça da Várzea e no Morro da Conceição. O objetivo é oferecer um passeio cultural rico e diferenciado para a família e para os transeuntes que se tornam também espectadores.

"Na escolha dos filmes, procuramos reafirmar uma identidade para o festival, com a valorização de produções que sejam autorais, artesanais, ousadas e independentes, com pelo menos uma ou mais de uma dessas características. Não há uma temática geral, mas as próprias obras sugerem que alguns assuntos estão em evidência, como questões de gênero, preocupações ambientais e interferências das novas tecnologias sobre o cotidiano do ser humano", diz Júlio Cavani, curador desta edição do festival.

Conheça alguns destaques da Mostra Parque:

LABORATORIUM

Natalia Nguyen | Polônia 2015 | 8'

No misterioso laboratório, o Konstructor está trabalhando para criar sua nova invenção – uma dançarina de balé mecânica. Ele a faz viva usando uma porca de cobre. Ele a ajuda com seus primeiros passos e a ensina a dançar. A dançarina não quer aceitar suas instruções e tenta dançar por conta própria. Há um conflito.

FONGOPOLIS

Joanna Kozuch | Eslováquia 2014 | 13'

O jovem violinista está prestes a tocar seu grande solo com a Filarmônica da cidade de Fongopolis. O caminho para o sucesso, no entanto, é inesperadamente parado em uma estação de trem. No caos de placas, propagandas, luzes e multidões com pressa, ele pode não encontrar o caminho para a plataforma certa. Para pegar seu trem ele deve parar.

THE LIGHTHOUSE

Simon Scheiber | Países Baixos Caribenhos 2015 | 11'20"

A descoberta surpreendente do faroleiro o puxa para fora de sua monótona rotina diária e o leva a uma viagem em um território desconhecido.

TEUN

Thanut Rujitanont | Tailândia 2016 | 4'13"

Um homem mergulhado em uma piscina o fez lembrar de memórias de sua infância e o levou a sentir esse momento.

Mostra Parque no Dona Lindu – programação completa:

Dia 26/11

17:30 – Sessão Mostra Parque 1

Òrun Àiyé: a Criação do Mundo, de Jamile Coelho e Cintia Maria (Brasil, 2015, 12')

FISHWITCH, de Adrienne Dowling (Irlanda, 2016, 9'59")

El Nen i l'Eriçó, de Marc Riba & Anna Solanas (Espanha, 2016, 3')

Mobilis, de Diego Akel (Brasil, 2014, 48")

Stakleni Covjek, de Daniel Suljic (Croácia, 2015, 6')

Gaidot Jauno gadu, de Vladimir Leschiov (Letônia, 2016, 8')

Ślady ulotne, de Agnieszka Waszczeniuk (Polônia, 2016, 8')

Fulfilament, de Rhiannon Evans (Reino Unido, 2015, 7'33")

18:30 – Sessão Mostra Parque 2

Vagabond, de Pedro Ivo Carvalho (Dinamarca, 2015, 7'25")

Miss & Grubs, de Jonas Brandão e Camila Kamimura (Brasil, 2015, 9'53")

La Valse Mécanique, de Julien Dykmans (França, 2015, 5'47")

El trompetista, de Raúl Robin Morales Reyes (México, 2014, 10')

Finito, de Mauricio Bartok (México, 2016, 3')

Beto, de Dante Sorgentini (Argentina, 2015, 4')

Orvalho, de Diego Akel (Brasil, 2015, 1'02")

WHOOOPADOO, de Kalina Horon (Polónia, 2015, 1'03")

Hugo Bumfeldt, de Éva Katinka Bognár (Hungria, 2015, 12'02")

Lá Vem ao Homem da Meia Noite, de Chia Beloto (Brasil, 2016, 1')  

Dia 27/11

17:30 – Sessão Mostra Parque 3

Utö, de David Buob (Alemanha, 2014, 7'38")

Gurium, de Ana Fernandez Comes (Argentina, 2015, 3'45")

Repentino, de Diego Akel (Brasil, 2015, 46")

FOI O FIO, de Patrícia Figueiredo (Portugal, 2014, 5'27")

Back Home, de Inês Fernandes (Países Baixos, 2015, 5'02")

Súbito, de Ayodê França (Brasil, 2015, 3'33")

Khanoome Gol Mikhaki, de Sarah Tabibzadeh (Irã, 2014, 11')

L'Oiseau pleureur, de Claire Ledru (França, 2016, 9'08")

Vlucht, de Reynaert Vosveld (Países Baixos, 2016, 4'46")

Hypertrain, de Etienne Kompis & Fela Bellotto (Suíça, 2016, 3'35")

18:30 – Sessão Mostra Parque 4

Zdarzenie plastyczne, de Tymon Albrzykowski (Polônia, 2016, 5'11")

The Lighthouse, de Simon Scheiber (Países Baixos, 2015, 11'20")

TEUN, de Thanut Rujitanont (Tailândia, 2016, 4'13")

Fongopolis, de Joanna Kozuch (Eslováquia, 2014, 13')

Laboratorium, de Natalia Nguyen (Polônia, 2015, 8')

Cursed, de Juba Polati (Brasil, 2015, 1'56")

Dota, de Petra Zlonoga (Croácia, 2016, 4')

Tu Tamo, de Alexander Stewart (Croácia, 2015, 4')

O Projeto do Meu Pai, de Rosaria (Brasil, 2016, 6')

Serviço

Animage – VII Festival Internacional de Animação de Pernambuco

De 22 a 27 de novembro de 2016

Locais: CAIXA Cultural Recife, Cine São Luiz, Cinema do Museu, Aliança Francesa, Praça da Várzea, Parque Dona Lindu, Morro da Conceição, Hospitais IMIP e Agamenon Magalhães.

Entrada: preço único promocional, valor de meia para todos: R$ 5,00 (apenas para as sessões no Cine São Luiz e Cinema do Museu). Todas as demais atrações são gratuitas. Os ingressos (pagos ou gratuitos) são disponibilizados 1 hora antes de cada sessão, no local da exibição.

Mais informações: www.animagefestival.com

Sugestões de pauta e colaborações em Setúbal? poraqui@jc.com.br

LEIA TAMBÉM

Luiz Mendonça recebe três espetáculos do 18º Festival Recife do Teatro Nacional