Esta é a história de uma mulher que virou bloco de Carnaval. Quem é morador de
Setúbal – e até mesmo das imediações do Shopping Recife – já
deve ter visto esta pichação. Além da famosa frase “Jurandir pague meu
dinheiro”, existe a “Biana Puta”. Esta, particularmente,
está em toda parte. Mas quem há de saber o porquê dessa pichação,
quem fez e por que tantas, em tanta parte? Foi pensando nisso que o
Coletivo Setúbal resolveu lançar o Bloco Carnavalesco Amantes de
Biana.

O pessoal do coletivo
alerta logo, em postagem no Facebook: “Não queremos enaltecer o pichador nem a pichação.
Nosso bloco não é machista. Na verdade, é uma declaração de amor
dos setubalenses à lendária Biana. Queremos espalhar, sim, a
alegria e o amor, de uma forma satírica e bem humorada, como é em
todo Carnaval”.

O bloco vai para a rua no dia 23 de janeiro. A concentração está marcada para começar às 12h, na Rua Luiz Inácio Pessoa de Melo, transversal da Augusto Lins e Silva. É a rua da Academia Fitness e do RM Express. As atrações já confirmadas são Nego Thor, Cia do Samba e Soul Frevo.

A ideia do grupo é chamar a atenção para vários temas ao mesmo tempo: machismo, empoderamento feminino, amor, traição,
paixão, vingança… Biana, definitivamente, é uma lenda urbana.

O evento no Facebook convoca: “Todos os foliões são bem-vindos, com muito batom vermelho e
sombrinha na mão para aguentar o frevo. Biana vai fechar com a cara
dos mal-amados”. “Em pleno ano de 2016, ainda temos que conviver com esse tipo de machismo. E é também sobre isso que queremos falar”, diz Bruno Pantoja, um dos organizadores, juntamente com Daniel Uchôa, Bárbara Vilella e Arthur Mário.

As camisas custam R$ 20 e estão à venda no Malabar Food Truck, na Rua Luiz Inácio Pessoa de Melo s/n, e na Quality Lavanderia, na Rua Baltazar Passos, 596. Além da Quality, o evento tem apoio da Deli Pizza, DAC Administração de Condomínios, Frevo Coffee Shop, Amarone Pastas Artesanais, Linha e Bainha Costuras e Play Music.