Muitas ruas em Setúbal são estreitas e motoristas costumam estacionar dos dois lados da via, o que naturalmente já dificuldade a fluidez do trânsito. Com o crescimento do comércio e dos serviços no bairro, muitos caminhões precisam realizar o trabalho de carga e descarga. E às vezes a mobilidade dá um nó. O morador e empresário Michell de Paula, por exemplo, flagrou um caminhão descarregando água mineral na Rua Izabel Magalhães que ficou parado no local por um bom tempo, complicando a ida e vinda no local.

O PorAqui consultou a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) para saber o que é permitido e o que é proibido quando o assunto é carga e descarga. Perguntamos ainda como a população pode denunciar as irregularidades, quais as infrações para quem desrespeita as regras e como é feita a fiscalização. Confira:

Carga e descarga: o que pode e o que não pode?

Havendo permissão de estacionamento na via, o veículo de carga e descarga pode estacionar sem problemas nos locais permitidos. Áreas com grande quantidade de comércios e lojas geralmente recebem vagas específicas, com sinalização própria de carga e descarga, disponibilizada e implantada pela CTTU. Essa sinalização específica é importante para assegurar que aqueles que dependem dessas vagas encontrem-as livres e a fluidez seja garantida. 

Há uma rua em que o movimento de carga e descarga é intenso, mas não há sinalização específica. O que pode ser feito?

A população pode solicitar a sinalização à CTTU. Essa solicitação será analisada. Não significa que o pedido será atendido. É preciso ir até a sede da companhia, que fica na R. Frei Cassimiro, 91 – Santo Amaro. O atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Outra opção é publicar o problema no Twitter e marcar a CTTU (@CTTU_Recife) ou mandar mensagem direta para a conta na rede social.

Quais as infrações para quem desrespeita as regras?

A fiscalização da CTTU é realizada com base no artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que, em caso de desrespeito à regulamentação de estacionamento, determina infração entre leve, média e grave, com multa no valor de R$ 53,21 (três pontos na CNH), R$ 85,13 (quatro pontos na CNH) ou 127,69 (cinco pontos na CNH), respectivamente, além de haver a possibilidade de remoção do veículo.

Como é feita a fiscalização?

Segundo a CTTU, são realizadas rondas diárias por equipes em viaturas e motocicletas. No ano passado, a companhia registrou 135 mil notificações para essse tipo de infração. Os bairros do Pina e de Boa Viagem, incluindo Setúbal, contam com uma operação específica de fiscalização, denominada Bairro Legal. A ação contabiliza mais de 70 mil veículos notificados desde o ano de sua implantação, em 2013, até o presente momento.

Como denunciar irregularidades?

Através do teleatendimento da CTTU, gratuito e que funciona 24h no número 0800.081.1078.

E você, tem denúncias de irregularidades ou solicitações de mudança? Compartilhe com os vizinhos contando seu caso e dando sua opinião nesta matéria. Mas atenção: para comentar, curtir e compartilhar as matérias do PorAqui, é preciso ser cadastrado no aplicativo. É fácil: basta clicar no menu (as três barrinhas laterais no canto superior esquerdo) e seguir as instruções.

Sugestões de pauta e colaborações? poraqui@jc.com.br / (81) 3413.6543 ou 6340

LEIA TAMBÉM

Nesta segunda (17), tem nova reunião para avaliar o estatuto do Coletivo Setúbal

Frequência de roubo de carro é maior em Setúbal nos fins de semana