Entrou em operação a subestação de energia elétrica mais moderna do Estado, em Setúbal. O empreendimento recebeu investimentos da ordem de R$ 13 milhões em instalações e equipamentos e promete melhorar a qualidade do fornecimento de energia para aproximadamente 55 mil habitantes da Zona Sul do Recife e parte do município de Jaboatão dos Guararapes.

A subestação fica, na verdade, em Piedade, na Rua 4 de Outubro. No Recife, a nova subestação beneficia moradores dos bairros de Boa Viagem, Setúbal e Jordão. Em Jaboatão dos Guararapes, a unidade vai atender os bairros de Jardim Jordão, Guararapes, Prazeres, Piedade e Cajueiro Seco. A ampliação do sistema elétrico permite maior flexibilidade para os grandes clientes atendidos em alta tensão, como a Estação Cajueiro Seco, do Metrô, e o Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre.

Leia também: Confira dicas para economizar na conta de energia

A configuração da Subestação Setúbal é inédita no Brasil e a segunda no mundo (a primeira é na Suíça), segundo a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). O local utiliza a tecnologia G.I.S. (sigla em inglês para Subestação Isolada a Gás) na configuração "H" com cinco disjuntores de 69 kV. O módulo isolado a gás possibilita a compactação do equipamento.

A Celpe explica que a escolha foi esteve diretamente ligada ao adensamento populacional da localidade e a ausência de disponibilidade de grandes áreas. 

Segurança – Para assegurar maior confiabilidade ao sistema, a nova subestação é atendida por duas linhas de transmissão, de 69 kV. Isso significa que, em caso de ocorrência em uma das linhas, a unidade passa a ser suprida por outra fonte de alimentação. A Subestação Setúbal dispõe de oito circuitos de média tensão, de 13,8 kV, responsáveis pelo fornecimento de energia das localidades.

"Com a entrada em operação da Subestação Setúbal, a população irá constatar uma substancial melhora na qualidade do fornecimento de energia na região. A ampliação assegura uma maior confiabilidade do sistema elétrico, minimizando o número de eventuais interrupções", ressalta o presidente da Celpe, Antonio Carlos Sanches.

Quer sugerir pautas, divulgar eventos ou ser colaborador(a) de Setúbal? Escreve para a gente: poraqui@jc.com.br.

LEIA TAMBÉM

Moradores de Setúbal são afetados por falta de luz, de novo

É hora de cobrar à Celpe os prejuízos da tempestade. Veja como proceder