O Colégio Madre de Deus, que, neste ano, completa 43 anos, planeja inaugurar até o fim deste semestre letivo duas novas quadras, um estúdio de música e mais dois laboratórios (um de ciências humanas e outro de matemática). Os equipamentos estão sendo montados em dois terrenos na mesma quadra da unidade II da escola, que abriga o ensino fundamental II e a pré-universidade, cujo funcionamento começou em 2015, na Rua João Cardoso Aires.

Nesse novo prédio, a instituição de ensino planeja ainda abrir em abril as portas de um novo auditório. O diretor Gerez Figueiredo não revelou o valor dos investimentos. Com quase três mil alunos, o Madre de Deus vem apostando em projetos mais conceituais.

A mais recente estrutura ultrapassa os 10 mil m², distribuídos em seis pavimentos. Há planos para que o sétimo pavimento abrigue um observatório astronômico. O local conta, no térreo, com garagem para até 90 veículos e foi projetado com características sustentáveis, a exemplo de reuso de água, iluminação de LED, horta, móveis de pallet, muito vidro e iluminação natural. “Tudo foi previamente estudado”, diz Figueiredo. “Mas o humano continua muito importante aqui”, faz questão de enfatizar.

LEIA TAMBÉM

Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras abre inscrição

Volta às aulas: famílias juntam-se para baratear material escolar

Um domingo para brincar na rua como antigamente

No pátio, há detalhes como um painel com programação pensada para os alunos e cujo áudio pode ser acessado no fone de ouvido de cada estudante por bluetooth. Na recepção, controle biométrico. Cada andar do prédio tem uma cor. Cada sala leva o nome de um artista ou um ícone da história, de preferência pernambucanos, a exemplo de Chico Science, Alceu Valença e Frei Damião.

O local também obedece a critérios de acessibilidade, com rampas de acesso e elevadores. Para minimizar o impacto no trânsito na hora da entrada e saída dos alunos, além do estacionamento próprio, o colégio criou uma área de embarque e desembarque. As mensalidades do Madre de Deus variam de acordo com a turma, mas, em média, custam a partir de aproximadamente R$ 1 mil.

EXPANSÃO

A coordenadora Socorro Oliveira explica que a expansão da instituição deu-se de uma forma natural, a partir de uma demanda interna das famílias. “Começamos com a educação infantil, depois partimos para o ensino fundamental I, em seguida o fundamental II e a pré-universidade. Os pais não queriam que os filhos crescessem e tivessem que sair da escola”, conta.

O prédio inaugurado em 2015, segundo Socorro, foi projetado para absorver até três vezes mais alunos em relação à capacidade instalada na Rua Belmonte, onde fica a unidade I. Mas a estrutura já nasceu pequena para a demanda crescente. Por isso a necessidade de mais uma expansão.

Inicialmente, o Colégio Madre de Deus baseou sua prática pedagógica na metodologia montessoriana associada à filosofia construtivista. Partindo dessa raiz, desenvolve hoje seu trabalho numa abordagem sócio-interacionista vygotskiana, incentivando o aluno nas descobertas do conhecimento a partir da valorização de suas experiências pessoais.

APROVAÇÃO

Um dos orgulhos do colégio e que faz parte da propaganda da empresa é ter alunos formados em instituições estrangeiras como University of Toronto, York University, University of Waterloo, University of Miami, University of Oxford e Université de Strasbourg.

O Madre de Deus foi primeiro colocado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 no grupo entre 61 e 90 alunos no bairro de Boa Viagem. Ficou entre as quatro melhores instituições de ensino da rede privada em Pernambuco no exame. A aprovação em universidades públicas chegou à marca dos 95,25%.

O colégio trabalha com ensino bilíngue desde o fundamental. As famílias também podem optar pelo high school, em que os alunos estudam, dentro da própria instituição, disciplinas do currículo de ensino médio americano paralelamente às disciplinas do currículo brasileiro, com professores de língua nativa inglesa. O programa Mizzou Direct garante ainda admissão direta na University of Missouri para alunos do high school Madre de Deus.