Os condomínios residenciais do Recife e de Olinda têm a possibilidade de transformar materiais recicláveis em desconto na conta de energia. A iniciativa da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) é uma extensão do Projeto Vale Luz, que já atua em comunidades do Grande Recife. 

Leia também: Conta de energia terá novo aumento

O projeto atua em parceria com cooperativas de catadores, responsáveis pela destinação adequada aos materiais coletados pelas comunidades. Todo o material recolhido pela Celpe é encaminhado para as cooperativas Coopagres – com sede no Bairro de São José, no Recife – e Coocares, do Bairro Fosfato, em Abreu e Lima.

Periodicamente, o projeto passará pelos condomínios participantes para recolhimento e pesagem do material. O valor referente à pesagem é destinado diretamente para a conta de energia do condomínio, em forma de desconto.

Confira dicas para economizar na conta de luz

Como participar – Os representantes dos condomínios interessados em participar deverão entrar em contato por meio do telefone (81) 3035-8965 ou enviar e-mail para eficiencia@neoenergia.com com o assunto Vale luz Celpe. O número de condomínios aceitos no projeto será limitado e deverá seguir os critérios de participação.

Para participar do projeto, é desejável que os condomínios interessados já possuam a prática de coleta seletiva implantada. É preciso separar e armazenar os materiais recicláveis limpos e secos. São aceitos para troca: produtos como metal (latas de alumínio e ferro), papel (papel branco, revista, jornal, panfleto), papelão e plásticos (garrafas pet, embalagens de detergente e produtos de higiene). 

Alguns cuidados devem ser tomados no momento da coleta. Papéis e plásticos, por exemplo, não podem estar sujos ou molhados. Também não devem estar amassados e as caixas de papelão devem estar desmontadas. No caso das latas de alumínio, devem estar sem areia, pedra ou materiais que comprometam a pesagem e, se possível, devem também estar achatadas. Além disso, não poderá possuir parceria ou convênio com cooperativa de catadores de materiais recicláveis. 

Exemplos de materiais aceitos pelo projeto:

Metal: latas de cerveja, refrigerante, alimentos em conserva e outras sucatas

Papel branco: folhas de ofício, cadernos, notas fiscais, provas, apostilas, rascunhos

Papel misto: jornais, revistas, panfletos e outros papéis coloridos

Papelão: caixas de papelão sem plastificação

Plástico: embalagens de detergentes, garrafas pet, sacolas, exceto embalagem de água sanitária e óleo

Ferro: Latinhas de conserva, sucatas de fogão, geladeira 

LEIA TAMBÉM

Celpe investe R$ 13 milhões na subestação Setúbal para melhorar fornecimento

Compesa: os 5 passos para individualização da água nos condomínios