Atualizado em 23/9/16 às 15h30

Antes de ser padeiro, Índio trabalhou na roça, no interior. Depois seguiu para o ramo da aviação. Para ajudar na renda, passou a fazer croissant em casa. Foi nessa jornada que ele despertou para o seu maior potencial: viennoiserie artesanal. O nome difícil significa uma modalidade de panificação típica da França e caracterizada pela produção de pães amanteigados e saborosos.

Agosto: PorAqui lança roteiro de descontos em Setúbal em homenagem aos pais

Há 18 anos, Índio criou a Cia do Croissant. A fábrica, em Chã Grande, no Agreste de Pernambuco, fornece delícias para mais de 30 clientes, entre padarias, delicatessens, hotéis, postos de gasolina. Sem falar dos pedidos feitos por pessoas físicas (a partir de 100 unidades) e dos compradores de Maceió e João Pessoa. Como a maioria dos clientes é do Grande Recife, o empresário resolveu transferir a produção para cá.

A escolha? O bairro onde mora, Setúbal. A Cia do Croissant será um café com ponto de venda. Abrirá as portas para o público neste sábado (27), na R. Camboim, próximo ao Terminal de Ônibus. O horário de funcionamento é de 3ª a sábado, das 14h às 21h, e domingo, das 15h às 21h.

O padeiro avisa logo: o croissant é o carro-chefe, mas a cia produz outros produtos, a exemplo de brioches, folhados e pães de queijos, com opção pronta para consumo ou congelada. “Particularmente gosto mais do brioche do que do croissant”, brinca.

Sugestões de pautas e colaborações? poraqui@jc.com.br

Sá e Souza terá opção de café da manhã rápido e saudável

Setúbal ganha opção de delivery de orgânicos

Um pequeno guia de onde tomar café da manhã nos fins de semana

Seis lugares para comprar alimentos saudáveis em Setúbal