Do JCOnline

Durante a paralisação dos metroviários, por tempo indeterminado, as composições – que atendem cerca de 400 mil pessoas por dia – funcionarão nos horários de pico, das 5h às 9h e das 16h às 20h. A Linha Diesel, que liga os trechos Cajueiro Seco/Curado e Cajueiro Seco/Cabo, ficará sem funcionar durante a greve. Esse trecho atende cerca de cinco mil usuários por dia.

Para atender a população durante os horários em que os metrôs não circularão – entre 9h e 16h e das 20h às 23h -, o Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano (GRCTM) preparou um esquema especial de ônibus.

Cerca de 12 linhas foram reforçadas e três novas linhas criadas. Essas novas linhas fazem a ligação entre os seguintes terminais integrados: Joana Bezerra/Afogados; Afogados/Barro; Barro/Jaboatão e Cajueiro/Aeroporto.

Nesta segunda (16), por volta das 10h, os representantes do Sindicato dos Metroviários, juntamente com representantes da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), se reuniaram em Brasília para negociar a pauta.

Os metroviários decidiram parar as atividades em assembleia realizada na Estação Central, na noite da quinta-feira (12). Na última terça, a categoria decretou estado de greve. O movimento, que acontece em todo o País, é motivado pela rejeição, por parte dos metroviários, da proposta de reajuste de 5,5% feita pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

LEIA TAMBÉM