Moradores do bairro de Setúbal, Zona Sul do Recife, têm denunciado pontos de esgoto a céu aberto no bairro por meio do grupo do Coletivo Setúbal no Facebook. A reclamação não é recente no bairro, onde ainda existem ruas que sequer foram pavimentadas.

O que você não sabe sobre as ruas de Setúbal

Rua Sá e Souza (foto: colaboração)

O ponto de maior reclamação é o esgoto jorrando na calçada de uma das ruas mais movimentadas do bairro, a Sá e Souza. “O mau cheiro é horrível na altura do ponto de ônibus. É parada de todos os ônibus que passam no bairro e muita gente tem que vir pra cá diariamente”, afirma Angélica Lima, estudante de Ciências Contábeis e moradora do bairro.

Segundo moradores, o problema tem pouco mais de um mês e já foram feitos diversos protocolos de reclamação na ouvidoria da Emlurb.

Afinal, Setúbal vai mesmo virar bairro?

Trecho da Rua Dr. Luiz Inácio Pessoa de Melo (foto: Marcus Vinicius/colaboração)

Outro ponto de reclamação é a Rua Dr. Luiz Inácio Pessoa de Melo, na altura do Recife Flat. Segundo o morador Marcus Vinícius, o problema tem cerca de duas semanas e é devido a uma irregularidade na calçada.

O PorAqui entrou em contato com a Emlurb para o esclarecimento dos reparos.

Coletivo Setúbal

Foto: Coletivo Setúbal/colaboração

Feito por e para os moradores, o Coletivo Setúbal é a organização de vizinhos que promove ações de melhoria do bairro. O grupo do Coletivo no Facebook se tornou uma forma de integração e denúncia entre os moradores.

Um dos pilares da interação dos moradores continuam sendo os grupos do WhatsApp. Atualmente, são vários grupos divididos entre os GTs de cada área de organização do bairro. Quem quiser participar do grupo de moradores no WhatsApp e ajudar na construção coletiva do bairro pode falar com Paula Rúbia, uma das integrantes do Coletivo, pelo telefone (081) 99521-6325.

Tem mais alguma reclamação que não apareceu PorAqui? Algum buraco na sua rua, calçadas deteriorada, esgoto à céu aberto? Conta pra gente! Você pode mandar sua denúncia via e-mail no setubal@poraqui.news ou pelo nosso WhatsApp (81) 9 8173.9108.