Em época de chuvas, a preocupação com o aparecimento dos escorpiões se torna constante. O aracnídeo gosta de se esconder em locais úmidos e escolhe geralmente entulhos e esgotos. Mas isso não impede que o escorpião apareça em alguns locais inusitados, como edifícios. 

Camila Cachirigno, moradora de Setúbal há poucos meses, encontrou em seu apartamento, no oitavo andar, um escorpião do tipo mais comum na cidade do Recife, o Tityus serrulatus, de cor amarelada. 

"Me assustei porque moro no oitavo andar e não imaginava de jeito nenhum encontrar um escorpião dentro de casa. Ainda mais porque tenho filha pequena, dá muito medo", relata a moradora.

Os escorpiões aparecem porque estão atrás de alimento. São seres carnívoros e se alimentam de insetos como baratas, então onde houver barata pode haver escorpião.

(foto: colaboração/Pry Santos)

Olivia Maria Soares, moradora de Setúbal há mais de 20 anos, relata que já foi picada duas vezes em sua casa: "Moro em casa e, nas duas vezes, fui picada na área de serviço. Nessa época de chuva, encontro em média oito escorpiões por ano".

De acordo com os dados do Núcleo de Epidemiologia (Nepi) do Hospital da Restauração (HR), Boa Viagem é o segundo bairro mais afetado por picadas de escorpião na cidade, perdendo apenas para o bairro de Nova Descoberta. 

Como Setúbal não é considerado bairro oficialmente, os números da localidade se perdem nos números de Boa Viagem.

COMO EVITAR

Entulhos e sujeira na Rua Dr. Luiz Inácio Pessoa de Melo, em Setúbal (foto: Suzana Souza/PorAqui)

Entulhos, telhas, grande quantidade de objetos empilhados, locais escuros e úmidos e esgotos são sempre as primeiras opções do escorpião. O ideal é sempre fazer uma limpeza periódica. 

Sapatos e roupas guardadas também são locais em que o animal costuma se esconder. É importante olhar sempre os sapatos antes de calçar e sacudir as roupas antes de vestir.  

Outra dica importante é tomar cuidado com os ralos de casa. É importante ter em casa o ralo que tem uma telinha interior, que não permite a entrada de insetos, ou mesmo improvisar um saquinho plástico e vedar o ralo quando não estiver em uso.

O QUE FAZER

Caso você encontre um escorpião em sua casa, o indicado é capturá-lo e entrar em contato com o Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox), que desenvolve atividades de pesquisa através de parcerias com instituições de ensino e pesquisa, como universidades, Centro de Pesquisas Ageu Magalhães e Instituto Butantan. 

Caso você ou alguém próximo seja picado pelo escorpião, o ideal é ir direto a uma emergência médica para receber os tratamentos com anestésicos e soro antiescorpiônico. Caso a vítima seja criança, o perigo é ainda maior. O Hospital da Restauração é referência nos tratamentos das picadas no estado. 

Para informações sobre como proceder caso ocorra uma picada de escorpião, o Ceatox disponibiliza atendimento 24 horas pelo telefone 0800.722.6001.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android iOS

Sugestões e colaborações: setubal@poraqui.news ou (81) 9.8173.9108 (WhatsApp)