“O reggae é a minha vida”. É assim que Leonardo Silva (ou Jah Leo, para os mais íntimos) define sua relação com o gênero de Bob Marley quando questionado sobre a importância da música do início da sua trajetória até a criação do Leão Conquistador.

Fundador, seletor e operador (como ele mesmo se intitula) do projeto Leão Conquistador, Leo e mais três amigos promovem periodicamente eventos em homenagem ao reggae no bairro de Setúbal, Zona Sul do Recife. Além disso, é empreendedor em um dos mais importantes sites de venda de vinil do Brasil, o SubCultura.

Self service de chopp direto da torneira é sensação em Setúbal

“A ideia é descentralizar o reggae do centro da cidade e ajudar a revitalizar a área mais abandonada do bairro”, afirma Leo.

Mas o projeto Leão Conquistador vai muito além de uma iniciativa em prol do reggae e da revitalização do bairro: a proposta é pioneira ao trazer a Cultura Sound System para o Recife. Como funciona? Tudo é feito pelas mãos dos quatro integrantes do projeto: do sistema de som e amplificadores à estrutura das festas e discotecagens em vinil.

Sound System 

A Cultura do Sound System nasceu na Jamaica, capital mundial do reggae. É um movimento que tem como mote a mão na massa e o faça você mesmo: nada de dependências externas para criar seu som.

“Aqui na cidade, a maioria das produtoras não procura investir no reggae para que surjam novas iniciativas. Com o sistema de som, queremos transmitir a todos que é possível produzir nossas próprias iniciativas e não ter que ficar esperando a vontade do capital”, afirma Leo. Ou seja, o projeto engloba também uma produtora para novos nomes do reggae brasileiro. 

No grupo, os quatro rapazes se revezam em todas as atividades: Leonardo Silva é o fundador, seletor e operador; Thiago Domingos cuida da estrutura e manutenção do som; Edwan Roots auxilia na montagem dos equipamentos e também tira um som no microfone; e, por fim, Fernando Bessoni cuida da pequena lojinha com vinis, camisetas e acessórios que o grupo monta nos eventos.

No canal do YouTube do grupo é possível acompanhar vários processos da criação dos sistemas de sons. Leo conta que ainda tem que se dividir entre o trabalho em uma empresa de tecnologia da informação e o projeto, mas o objetivo é conseguir tirar seu sustento da produtora.

“Vejo no projeto uma forma de realizar uma vontade minha e de mais um monte de gente. Desde outras pessoas envolvidas na cultura  sound system até a galera que compõe reggae no Brasil”, diz.

Os eventos são totalmente gratuitos e acontecem na Rua Marechal Juaréz Távora, em Setúbal, pra todo mundo. Quem quiser, pode levar sua bebida e comida, mas o grupo sempre tem à venda algumas guloseimas e cervejas. O lucro ajuda na manutenção do projeto.

Pra ficar ligado na agenda do Leão Conquistador, basta curtir a página deles no Facebook e acompanhar.

Projeto Leão Conquistador 
? GQ Leão Conquistador, Rua Marechal Juarez Távora,