"A gente precisa de olhos", argumentou o tenente-coronel William de Andrade Serafim de Araújo, do comando do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM), no encontro da quarta-feira (13) com o Coletivo Setúbal para apresentar o projeto Setúbal Seguro. A afirmação foi para justificar que não há como colocar mais viaturas na rua.

Vídeo: confira os principais momentos da reunião do Setúbal Seguro com a polícia

Projeto Setúbal Seguro articula o primeiro passo

Onda de assaltos assusta moradores e comerciantes de Setúbal

O batalhão que ele comanda é responsável por uma área muito abrangente, que vai do Pina até a Rua Armindo Moura (divisa com Jaboatão dos Guararapes) e da praia até depois da BR, incluindo Cohab e Ibura. Ao todo, são 25 viaturas disponíveis por turno. Muitas vezes os veículos ficam bastante tempo parados em idas e vindas das delegacias. 

"Só para que vocês entendam: a gente toma conta de 20% de toda a capital e de 25% de residentes do Recife aqui na nossa área. A gente tenta dinamizar o máximo que a gente pode o nosso policiamento", frisou. "A PM precisa do apoio da sociedade", insistiu Araújo. "Não adianta dizer que vamos colocar, em Setúbal, 50, 100 câmeras da SDS (Secretaria de Defesa Social) porque não vamos colocar agora", acrescentou, lembrando que pode até haver vontade do Estado, mas não há recursos. 

O tenente-coronel justificou que, como reforço, tem havido, por exemplo, aumento do quantitativo de "bonés laranjas" (Operação Ostensividade) e do Programa de Jornada Extra da Segurança (PJES), com pagamentos adicionais por turnos trabalhados. "Temos também o apoio do Gati (Grupo de Apoio Tático Itinerante) e da CR (Contrarresposta)", complementou.

O delegado Carlos Couto, titular da Delegacia de Boa Viagem, também presente no encontro, lembra por que muitas vezes os suspeitos terminam sendo soltos, inclusive sem fiança. Isso além da quantidade de salvo-conduto, como frisou o tenente-coronel Araújo. 

Segundo ele, citando as estatística das SDS, Boa Viagem foi a área em que percentualmente os CVPs (Crimes Violentos contra o Patrimônio, que englobam todo tipo de roubo: transeuntes, veículos, bancos, residências, etc.) menos cresceram. 

Confira trechos que abordaram o assunto na reunião:

LEIA TAMBÉM

Projeto Setúbal Seguro articula o primeiro passo

Onda de assaltos assusta moradores e comerciantes de Setúbal

Confira todos os detalhes da reunião com a Polícia Militar nesta segunda (11)

Disque-Denúncia por telefone e Delegacia de Boa Viagem só das 8h às 18h